BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"


Pesquisa Modalmais/Futura: Lula lidera intenções de voto para presidência

Pesquisa Modalmais/Futura: Lula lidera intenções de voto para presidência Foto - Divulgação

Conforme levantamento realizado pela pesquisa Modalmais/Futura Inteligência, divulgada nesta quarta-feira (26), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera em todos os cenários para as eleições deste ano, à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL), que aparece em segundo lugar. Confira dados do relatório: Lula (PT) - 36,9% Jair Bolsonaro (PL) - 31,4% Sergio Moro (Podemos) - 8,5% Ciro Gomes (PDT) - 5,6% João Dória (PSDB) - 2,4% André Janones (Avante) - 1,8% Guilherme Boulos (PSOL) - 0,8% Rodrigo Pacheco (PSD) - 0,6% Simone Tebet (MDB) - 0,5% Aldo Rebelo (PcdoB) - 0,2% Leonardo Péricles (UP) - 0,2% Alessandro Vieira (Cidadania) - 0,1% Felipe D'Ávila (Novo) - 0,1% Não sabem ou não responderam - 5,6% Brancos e nulos - 5,1%.


Saúde e Anvisa atualizam regras para doação de sangue durante pandemia

Saúde e Anvisa atualizam regras para doação de sangue durante pandemia Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizaram as regras para doação de sangue em função da pandemia de covid-19. De acordo com nota técnica divulgada ontem (25), quem foi infectado pelo vírus fica inapto para doação por dez dias após se recuperar da doença. Anteriormente, o prazo era de 30 dias. O período de inaptidão de dez dias vale para quem apresentou sintomas de covid, incluindo casos leves e moderados. No caso de assintomáticos, o mesmo prazo deve ser observado, mas em relação a data de coleta do exame. A nota também trata de pessoas que tiveram contato com indivíduos que testaram positivo. Nesse caso, a inaptidão é de sete dias após o último contato. O ministério e a Anvisa orientam os hemocentros a seguirem medidas de proteção para evitar contaminação durante a pandemia. É recomendada a higienização de superfícies e dos instrumentos, uso de antissépticos, além da manutenção do distanciamento entre os doadores. 


Covid-19: Brasil bate novo recorde de casos registrados em 24h

Covid-19: Brasil bate novo recorde de casos registrados em 24h Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O Brasil bateu novo recorde de casos registrados em 24 horas. Entre ontem e hoje, foram confirmados pelas autoridades de saúde 224.567 diagnósticos positivos de covid-19. Foi o maior número desde o início da pandemia. Com esses novos dados, o total de pessoas infectadas desde a chegada do coronavírus ao Brasil chegou a 24.535.884. Ontem, o painel de informações do Ministério da Saúde contabilizava 24.311.317 casos acumulados. O total de casos em acompanhamento de covid-19 está em 1.875.303. O termo é dado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta nem evoluíram para morte. O número de pessoas que perderam a vida em consequência da covid-19 alcançou 624.413. Em 24 horas, foram registradas 570 mortes pelas autoridades de saúde. O sistema de informações contabilizava ontem 623.843 óbitos causados pela covid-19. Ainda há 3.146 falecimentos em investigação. Os óbitos em investigação ocorrem pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação se a causa foi covid-19 ainda demandar exames e procedimentos posteriores. Até hoje, 22.036.168 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 89,8% dos infectados desde o início da pandemia. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada nesta quarta-feira (26). Nela, são consolidadas as informações enviadas por secretarias municipais e estaduais de saúde sobre casos e mortes associados à covid-19. Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras o nos dias seguintes aos feriados em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.


Resolução detalha avaliação psicológica para porte de arma

Resolução detalha avaliação psicológica para porte de arma Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) publicou no Diário Oficial da União de hoje (26) a resolução que regulamenta a avaliação psicológica para concessão de registro e porte de arma de fogo. A resolução define procedimentos de avaliação psicológica para a concessão do registro, a serem adotados por psicólogos profissionais. O documento determina que a avaliação deverá ser fundamentada em preceitos e princípios previstos em documentos como Código de Ética Profissional do Psicólogo e algumas resoluções já publicadas. Também são definidos os requisitos profissionais para a avaliação psicológica, visando ao registro e ao porte de arma de fogo, como inscrição ativa no Conselho Regional de Psicologia e a necessidade de o profissional estar credenciado junto à Polícia Federal ou outros órgãos competentes, bem como conhecer e cumprir as regras e normas desses órgãos, no que se refere a registro e porte de arma de fogo. A avaliação a ser feita com o interessado em portar arma de fogo deverá levar em conta aspectos cognitivos, como “processos atencionais adequados”; nível intelectual e funções executivas; e traços de personalidade associados a agressividade, ansiedade e indicadores de transtornos. Também serão avaliados aspectos relativos a “juízo crítico e comportamento”. A resolução detalha também alguns procedimentos a serem adotados na avaliação, pelo psicólogo; e situações em que esses profissionais serão impedidos de fazer a avaliação. É o caso de psicólogos que tenham algum interesse pessoal, com relação à aprovação ou não do solicitante; situações em que sejam cônjuges, companheiros ou parentes; ou que tenham litígios judicial ou administrativo com o interessado. Também será configurado impedimento o caso de psicólogos que tenham vínculo com centro de formação de vigilantes, empresas de segurança privada, escolas de formação, clubes de tiro ou com outras prestações de serviços com o candidato. Nesse caso, diz a resolução, “é dever da psicóloga e do psicólogo declararem-se impedidos de realizar a avaliação psicológica”. O documento avaliativo, visando à autorização para porte de arma de fogo, deverá ter validade de, no máximo, dois anos, a contar da data de sua emissão.


Fiocruz aponta piora na ocupação de leitos de UTI por covid-19 no SUS

Fiocruz aponta piora na ocupação de leitos de UTI por covid-19 no SUS Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

A ocupação de leitos públicos de unidade de terapia intensiva (UTI) para adultos com covid-19 está piorando com a rápida disseminação da variante Ômicron, avaliaram pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no boletim do Observatório Covid-19 divulgado hoje (26). "Não se pode ignorar que o quadro está piorando, apesar de estar claro que o cenário com a vacinação é muito diferente daquele observado em momentos anteriores mais críticos da pandemia, nos quais se dispunha de muito mais leitos", diz o boletim, que pondera que pessoas totalmente imunizadas são pouco suscetíveis a essas internações, mas comorbidades graves ou idade avançada podem deixá-las vulneráveis. Os pesquisadores explicam que, mesmo com uma proporção menor de casos gerando internações em UTI, os números se tornam expressivos por causa da grande transmissibilidade da variante Ômicron, que é mais contagiosa. O aumento no número de internações já levou 12 estados à zona de alerta intermediário, em que entre 60% e 80% dos leitos de UTI estão ocupados. Além disso, as internações chegaram à zona crítica, com ao menos 80% de leitos ocupados, em Pernambuco (81%), Espírito Santo (80%), Goiás (82%), Piauí (82%), Rio Grande do Norte (83%), Mato Grosso do Sul (80%) e Distrito Federal (98%). O boletim informa que, entre as 25 capitais com taxas divulgadas, nove estão na zona de alerta crítico: Porto Velho (89%), Rio Branco (80%), Macapá (82%), Fortaleza (93%), Natal (percentual estimado de 89%), Belo Horizonte (95%), Rio de Janeiro (98%), Cuiabá (89%) e Brasília (98%).


Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 31 milhões

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 31 milhões Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.447 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa terça-feira (25), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O prêmio acumulou em R$ 31 milhões. Foram sorteadas as seguintes dezenas: 13 - 19 - 29 - 42 - 49 - 52. A quina registrou 42 apostas ganhadoras e vai pagar a cada um dos acertadores um prêmio de R$ 48.167,42. A quadra teve 3.080 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 938,32. O sorteio do concurso 2.448 será realizado nesta quinta-feira (27). As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país ou pela internet.


Pessoas infectadas e vacinadas adquirem "superimunidade", diz estudo

Pessoas infectadas e vacinadas adquirem Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Pessoas com infecção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 e que estão vacinadas adquirem "superimunidade", muito superior à proteção imunológica de quem apenas recebeu a vacina, mostra estudo divulgado hoje (25). "Resposta imunológica medida no soro sanguíneo revelou anticorpos mais abundantes e eficazes do que imunidade gerada apenas pela vacinação", indicam conclusões de pesquisa da Oregon Health & Science University (OHSU), dos Estados Unidos, publicadas na revista Science Immunology. O estudo foi feito antes do surgimento da variante Ômicron do SARS-CoV-2, mas pesquisadores esperam que respostas imunes híbridas sejam semelhantes à nova variante considerada altamente transmissível. "Não faz diferença se uma pessoa é infectada e depois vacinada ou se é vacinada e depois infectada. Nos dois casos, obterá resposta imunológica muito robusta, incrivelmente alta", assegurou Fikadu Tafesse, coautor do estudo e professor de microbiologia molecular e imunologia da OHSU, citado em comunicado da instituição. A pesquisa envolveu 104 pessoas vacinadas contra a covid-19 e divididas em três grupos: 42 vacinados sem infecção, 31 vacinados após infecção e 31 infectados depois da vacinação.


Roberto Jefferson deixa a prisão com tornozeleira eletrônica

Roberto Jefferson deixa a prisão com tornozeleira eletrônica Foto - Divulgação

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro informou que o ex-deputado Roberto Jefferson deixou o presídio Pedrolino Werling de Oliveira, conhecido como Bangu 8, no Complexo de Gericinó, nesta terça-feira (25), com a tornozeleira eletrônica instalada, conforme decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro determinou ontem (24) que o político cumpra prisão domiciliar. A defesa de Jefferson, que ocupava a presidência do PTB, alegou problemas de saúde e risco de morte. O ex-deputado teve um quadro de infecção respiratória semelhante à covid-19 na semana passada. Não foi a primeira vez que o político teve complicações de saúde e foi levado, temporariamente, para exames fora do presídio. No despacho que determina a transição da prisão para regime domiciliar, Alexandre de Moraes citou trechos do Código de Processo Penal, que prevê o benefício para pessoas “extremamente debilitadas por motivo de doença grave.”


Palmeiras goleia o Santos e é campeão da Copinha; Vanderlan estava em campo

Palmeiras goleia o Santos e é campeão da Copinha; Vanderlan estava em campo Foto - Divulgação / Palmeiras

O Palmeiras é campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior! Na manhã desta terça-feira (25), as Crias da Academia bateram o Santos por 4 a 0 no Allianz Parque, em São Paulo (SP), e se sagraram campeãs da mais tradicional competição de base do Brasil pela primeira vez na história.  Os gols do título inédito foram marcados por Endrick, Giovani e Gabriel Silva (duas vezes). O camisa 9 do Verdão ainda foi eleito o melhor jogador da Copa São Paulo 2022 e levou o Prêmio Dener, dado ao gol mais bonito da competição, pelo golaço de bicicleta marcado contra o Oeste nas quartas de final. Ambos os prêmios foram decididos por votação popular.

Palmeiras goleia o Santos e é campeão da Copinha; Vanderlan estava em campo Foto - Reprodução / Instagram

Ministro da Saúde diz que prioridade é ampliar vacinação contra covid-19

Ministro da Saúde diz que prioridade é ampliar vacinação contra covid-19 Foto - Érico Felipe / EBC

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse hoje (24) que a prioridade da pasta é ampliar a vacinação contra a covid-19 com a segunda dose e a dose de reforço diante do aumento de casos de contaminação pela variante Ômicron. Queiroga participou do programa Sem Censura, exibido pela TV Brasil, e também falou sobre o novo programa lançado pelo ministério para ampliar o acesso de gestantes ao Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o ministro, o país deve registrar aumento de casos nas próximas semanas e chegar ao pico de contaminações. Na avaliação de Queiroga, após esse período, poderá ser registrada uma queda rápida, conforme ocorreu em outros países. “A prioridade é ampliar a cobertura vacinal com segunda dose e a dose de reforço. O Brasil já tem uma campanha bem sucedida, mas há estados onde a cobertura é baixa, que é justamente na região Norte, a capacidade do sistema de saúde nesses locais é menor”, explicou.