BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"


Itamaraty confirma importação de vacina de Oxford da Índia

Itamaraty confirma importação de vacina de Oxford da Índia Foto - Cadu Rolim / FotoArena / Estadão Conteúdo

O Governo brasileiro, por meio dos Ministérios da Saúde e das Relações Exteriores, esclarece que não há qualquer tipo de proibição oficial do Governo da Índia para exportação de doses de vacina contra o novo coronavírus produzidas por farmacêuticas indianas. As negociações entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Serum da Índia para a importação pelo Brasil de quantitativo inicial de doses de imunizantes contra a Covid-19 encontram-se em estágio avançado, com provável data de entrega em meados de janeiro. O Secretário-Executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, reuniu-se ontem, 4 de janeiro, com o Embaixador da Índia em Brasília para tratar do tema. A Embaixada do Brasil em Nova Delhi, por sua vez, está em contato permanente com autoridades indianas para reforçar a importância do início da vacinação no Brasil. Em nota conjunta, publicada hoje, 5 de janeiro, o Instituto Serum da Índia e a Bharat Biotech comunicaram a sua firme intenção de garantir acesso mundial a suas vacinas contra Covid-19. O CEO do Instituto Serum esclareceu, ainda, publicamente, que a exportação de vacinas produzidas na Índia é permitida para todos os países.


Pazuello: vacinação de grupos prioritários deve começar em janeiro

Pazuello: vacinação de grupos prioritários deve começar em janeiro Foto - Divulgação / Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que, no final de janeiro, alguns grupos prioritários devem começar a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 e que a vacinação em massa deve começar a partir de fevereiro. Pazuello deu entrevista ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, que vai ao ar no domingo (27), às 19h30. "Nós vacinaremos todos os brasileiros de forma igualitária, de forma proporcional ao número de pessoas por estado e de graça. Confiem na estrutura do SUS [Sistema Único de Saúde], confiem que aqui existem pessoas que estão realmente trabalhando diuturnamente para que a gente tenha a vacina distribuída o mais rápido possível e a todos os brasileiros", disse o ministro. Pazuello também afirmou que a vacina será voluntária e gratuita. Até o momento, nenhuma vacina contra a covid-19 foi aprovada para uso no país pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o país tem contrato “com quatro a cinco laboratórios”, sendo que três vacinas estão na última fase de estudos no Brasil: da Astrazeneca, da Pfizer e da Janssen. Segundo Pazuello, o governo está trabalhando para que o país tenha uma vacina registrada o mais rápido possível. Segundo o Plano Nacional de Imunização, nas primeiras fases serão vacinados grupos específicos, como trabalhadores da saúde, idosos, pessoas com comorbidades, profissionais de segurança, indígenas e quilombolas, por exemplo. A expectativa de Pazuello é que a vacinação chegue aos demais públicos da população cerca de quatro meses após a vacinação dos grupos prioritários.


Nas últimas 24h Brumado registrou 43 casos confirmados da Covid-19

Nas últimas 24h Brumado registrou 43 casos confirmados da Covid-19

Nesta quarta-feira (16), Brumado registrou 3.478 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 10.537 notificações. Entre os diagnósticos: 05 internações, 41 óbitos, 297 pacientes em tratamento e 3140 recuperados. No momento, 193 ainda aguardam resultado laboratorial e 5.983 já foram descartados. As notificações suspeitas abrangem pacientes com quadros de síndromes gripais diversas, dentre os quais alguns se encaixam nos critérios para realização do exame RT-PCR ou via teste rápido. Estes últimos estão sendo usados de forma criteriosa, em casos excepcionais, como estratégia para ampliar e tornar mais eficaz o enfrentamento à pandemia no município.


Covid-19: Casos de reinfecção investigados na Bahia são de paciente de 44 cidades

Covid-19: Casos de reinfecção investigados na Bahia são de paciente de 44 cidades Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Mais de 70 casos de reinfecção por Covid-19 são investigados na Bahia. Para que a reinfecção ocorra, é preciso que a identidade genética do vírus apresente diferença em relação à primeira e a segunda contaminações. De acordo com informações do Correio da Bahia, a Vigilância Epidemiológica Estadual informou que os casos suspeitos são analisados em 44 municípios baianos. A concentração está na faixa etária de 20 a 49 anos (71,42%).  Do total, 43 suspeitos (58,11%) são profissionais de saúde. Para a conclusão das análises, é necessário, justamente, a finalização do sequenciamento genético do vírus detectado nos pacientes, segundo informou a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Os casos de reinfecção ainda são novidade para os profissionais e ainda não existe um motivo determinado que levaria uma pessoa  a passar pela doença duas vezes. 


Brumado registra 17 novos casos da Covid-19 em 24h; 3009 pacientes estão curados

Brumado registra 17 novos casos da Covid-19 em 24h; 3009 pacientes estão curados

Nesta quinta-feira (10), Brumado registrou 3.292 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 10.187 notificações. Entre os diagnósticos: 04 internações, 41 óbitos, 242 pacientes em tratamento e 3009 recuperados. No momento, 192 ainda aguardam resultado laboratorial e 5.378 já foram descartados. As notificações suspeitas abrangem pacientes com quadros de síndromes gripais diversas, dentre os quais alguns se encaixam nos critérios para realização do exame RT-PCR ou via teste rápido. Estes últimos estão sendo usados de forma criteriosa, em casos excepcionais, como estratégia para ampliar e tornar mais eficaz o enfrentamento à pandemia no município.


Aracatu registrou o 5° óbito por Coronavírus nesta quarta (09)

Aracatu registrou o 5° óbito por Coronavírus nesta quarta (09) Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Em Boletim Epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (09) a Secretaria Municipal de Saúde de Aracatu informou a ocorrência do 5° óbito em decorrência da Covid-19. São 11 casos suspeitos e 519 foram descartados. São 33 casos confirmados, 301 recuperados, 26 em tratamento domiciliar e 01 pessoa está hospitalizada.


Pazuello diz que Brasil tem 300 milhões de doses de vacinas garantidas

Pazuello diz que Brasil tem 300 milhões de doses de vacinas garantidas Foto - Divulgação / Ministério da Saúde

Após se reunir com governadores de estado e participar de um evento oficial no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, fez um pronunciamento nesta terça-feira (8) em que afirmou que o governo federal está empenhado em adquirir vacinas para imunizar a população brasileira contra a covid-19. Segundo ele, até agora já estão asseguradas 300 milhões de doses, que poderiam ser usadas em 150 milhões de pessoas, já que cada indivíduo precisa receber duas doses da vacina. "O Brasil já possui atualmente mais de 300 milhões de doses de vacina garantidas, por meio de acordos, esperando aprovação da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]", disse. De acordo com o Ministério da Saúde, o governo federal tem acordos com o laboratório AstraZeneca para receber 260 milhões de doses e insumos para fabricação em 2021 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ao custo otal de R$ 1,9 bilhão. Seriam 100 milhões no primeiro semestre e mais 160 milhões no segundo semestre. A pasta também ingressou no consórcio internacional Covax Facility, que envolve diversos países, e prevê o repasse, para o Brasil, de outras 42 milhões de doses de algumas das vacinas em produção mundial. O governo também conta com a possibilidade comprar mais 70 milhões de doses de vacinas da farmacêutica norte-americana Pfizer.   


Brumado registra 25 novos casos da Covid-19 em 24h

Brumado registra 25 novos casos da Covid-19 em 24h

Nesta segunda-feira (07), Brumado registrou 3.215 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 9.849 notificações. Entre os diagnósticos: 03 internações, 40 óbitos, 269 pacientes em tratamento e 2.906 recuperados. No momento, 181 ainda aguardam resultado laboratorial e 5.258 já foram descartados. As notificações suspeitas abrangem pacientes com quadros de síndromes gripais diversas, dentre os quais alguns se encaixam nos critérios para realização do exame RT-PCR ou via teste rápido. Estes últimos estão sendo usados de forma criteriosa, em casos excepcionais, como estratégia para ampliar e tornar mais eficaz o enfrentamento à pandemia no município.


Rui Costa confirma segunda onda da Covid-19 na Bahia e faz apelo aos jovens baianos

Rui Costa confirma segunda onda da Covid-19 na Bahia e faz apelo aos jovens baianos Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Nesta segunda-feira (7), o governador Rui Costa comentou o aumento do número de óbitos e classificou que a Bahia está vivendo uma segunda onda da Covid-19, uma vez que a taxa de contágio tem se mantido alta em todo o território estadual. Reabertura de leitos e proibição de shows estão entre as medidas tomadas pelo governo baiano, visando evitar uma elevação ainda mais expressiva dos casos da doença. “Ao longo da semana passada inteira, a taxa de contaminação se manteve alta em todas as regiões do estado, tanto é que isso já está se refletindo no aumento do número de óbitos. Também na semana passada, estávamos com cerca de 20 óbitos diários, índice que vinha se mantendo há cerca de 60 dias e, nesse final de semana, já pulamos para o patamar de 30 óbitos, sendo 22 em Salvador. Então, os números começam a ficar, infelizmente, mais severos e mais críticos. Por isso, já ampliamos, inclusive, o número de leitos disponíveis, uma vez que estamos reabrindo 100 leitos que havíamos fechado, em função na queda dos índices da pandemia”, destacou o governador. Por decreto, o governador fez questão de ressaltar, existe a proibição de realização de qualquer show ou festa, independente de qual motivação ou público. “O motivo disso é que nesses shows e festas há ingestão de álcool, além de música em um ambiente propício à aproximação, fazendo com que as pessoas acabem baixando a guarda com as medidas protetivas e nós estamos já vivendo o que poderíamos classificar de segunda onda”, avaliou Rui. O governador faz um apelo à população, especialmente aos jovens. “Independente da classe social, os jovens estão se expondo excessivamente e estão fazendo aglomerações em ruas e praças e outros lugares públicos e isso infelizmente vai levando a doença para dentro das casas das pessoas. Mesmo que o jovem não precise ir para a UTI, pode levar a mãe, o tio, o pai ou a avó para o hospital. Em função desse comportamento, o número de óbitos está crescendo”, alertou.

 


SP inicia vacinação contra coronavírus em 25 de janeiro de 2021; 4 milhões de doses irão para outros estados

SP inicia vacinação contra coronavírus em 25 de janeiro de 2021; 4 milhões de doses irão para outros estados Foto - Divulgação / Governo de São Paulo

O Governador João Doria lançou nesta segunda-feira (7) o Plano Estadual de Imunização contra o coronavírus. A campanha vai começar no dia 25 de janeiro, com prioridade para profissionais de saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas na primeira etapa. São Paulo também vai disponibilizar 4 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan para outros estados. “A vacina será gratuita para todos no sistema público de saúde do estado de São Paulo”, afirmou o Governador. “Não estamos virando as costas para o Plano Nacional de Imunizações, mas precisamos ser mais ágeis e, por isso, estamos nos antecipando. Somos todos a favor da vida e de todas as vacinas”, acrescentou Doria. A previsão é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas na primeira etapa, com a aplicação de 18 milhões de doses. O público-alvo prioritário abrange trabalhadores na linha de frente de combate à COVID-19, indígenas e quilombolas e também a faixa etária com maior índice de letalidade por COVID-19 – 77% das mortes provocadas pelo coronavírus até agora são de pessoas com mais de 60 anos. A campanha será coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde e implementada em parceria com as 645 prefeituras de São Paulo. O objetivo é dobrar o total de postos de vacinação dos atuais 5,2 mil para até 10 mil locais. O Governo do Estado vai propor aos municípios a adoção de normas especiais para vacinação em farmácias, quartéis da Polícia Militar, escolas, terminais de ônibus e postos volantes em sistema drive-thru. O objetivo é garantir a segurança da população e evitar aglomerações nos locais de imunização.