BUSCA PELA CATEGORIA "Mundo"


EUA são o 1º país a atingir a marca de 1 milhão de mortos por Covid

EUA são o 1º país a atingir a marca de 1 milhão de mortos por Covid Foto - Divulgação

Os Estados Unidos (EUA) já registraram mais de 1 milhão de mortes por covid-19, de acordo com contagem da Reuters, atingindo um número impensável cerca de dois anos após os primeiros casos da doença terem transformado a vida no país. A marca de 1 milhão de mortes é forte lembrete do luto e da perda espantosa causada pela pandemia, mesmo quando a ameaça representada pelo vírus diminui na cabeça de muitas pessoas. O número representa cerca de uma morte para cada 327 americanos, ou mais do que toda a população de São Francisco. Quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a covid-19 uma pandemia global, em 11 de março de 2020, o vírus já havia tirado 36 vidas nos Estados Unidos. Nos meses seguintes, ele se espalhou, encontrando terreno fértil em áreas urbanas densamente povoadas como Nova York, e depois alcançando todos os cantos do país. Em junho de 2020, o número de mortes nos EUA havia ultrapassado o total de mortes de militares do país na Primeira Guerra Mundial, e excederia, em 2021, as perdas militares norte-americanas da Segunda Guerra, quando mais de 405 mil mortes foram registradas.


Tite convoca Seleção Brasileira para amistosos da Data FIFA de junho

Tite convoca Seleção Brasileira para amistosos da Data FIFA de junho Foto - Lucas Figueiredo / CBF

O técnico Tite convocou, nesta quarta-feira (11), os jogadores que estarão nos próximos amistosos da Seleção Brasileira. O treinador anunciou uma lista com 27 atletas para representar na Data FIFA de junho. O primeiro dos dois jogos está marcado para o dia 2 de junho, contra a Coreia do Sul, em Seul. Quatro dias depois, o adversário será o Japão, em Tóquio. Este será o penúltimo período da Seleção sob o comando de Tite antes da convocação final para a Copa do Mundo FIFA Qatar 2022. Atual líder do ranking da FIFA, o Brasil se prepara para a disputa do Mundial, onde terá pela frente Sérvia, Suíça e Camarões na fase de grupos. Confira a lista de jogadores convocados por Tite: GOLEIROS: Alisson - Liverpool FC (ING), Ederson - Manchester City (ING) e Weverton - Palmeiras. LATERAIS: Alex Sandro - Juventus (ITA), Alex Telles - Manchester United (ING), Daniel Alves - Barcelona (ESP), Danilo - Juventus (ITA) e Guilherme Arana - Atlético-MG. ZAGUEIROS: Eder Militão - Real Madrid (ESP), Gabriel Magalhães - Arsenal (ING), Marquinhos - Paris Saint-Germain (FRA) é Thiago Silva - Chelsea (ING). MEIO-CAMPISTAS: Bruno Guimarães - Newcastle (ING), Casemiro - Real Madrid (ESP). Danilo - Palmeiras, Fabinho - Liverpool FC (ING), Fred - Manchester United (ING), Lucas Paquetá - Lyon (FRA) é Philippe Coutinho - Aston Villa (ING). ATACANTES: Gabriel Jesus - Manchester City (ING)  Gabriel Martinelli - Arsenal (ING), Matheus Cunha - Atlético de Madrid (ESP), Neymar Jr. - Paris Saint-Germain (FRA), Raphinha - Leeds United (ING), Richarlison - Everton (ING), Rodrygo - Real Madrid (ESP) é Vini Jr. - Real Madrid (ESP). 


Mundo pode ter aquecimento de 1,5°C até 2026

Mundo pode ter aquecimento de 1,5°C até 2026 Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O mundo enfrenta 50% de chance de registrar aquecimento de 1,5 grau Celsius acima dos níveis pré-industriais até 2026, alertou nessa segunda-feira (9) a Organização Meteorológica Mundial (OMM). Isso não significa que o mundo estaria cruzando o limite de aquecimento de longo prazo de 1,5°C, que os cientistas estabeleceram como teto para evitar mudanças climáticas catastróficas. Mas um ano de aquecimento em 1,5°C pode oferecer amostra de como seria cruzar esse limite de longo prazo, afirmou a agência da ONU. "Estamos chegando mais perto de atingir temporariamente a meta mais baixa do Acordo de Paris", disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, referindo-se aos acordos climáticos adotados em 2015.


Diretora da OMS diz que mortes por covid são mais do que o anunciado

Diretora da OMS diz que mortes por covid são mais do que o anunciado Foto - Getty Images

Na situação global da pandemia da covid-19, incluindo a variante Ômicron, existem 6,2 milhões de óbitos relatados, com 511 milhões de casos acumulados. Mas, de acordo com a diretora técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Covid-19, Maria Van Kerkhove, o número de mortes pela doença deve ser três vezes maior, devido à ausência de testes. A informação foi dada pela diretora durante palestra na reunião magna da Academia Brasileira de Ciências (ABC), realizada quinta-feira (5), no Rio de Janeiro, cujo tema principal foi o papel da ciência na construção do futuro. Segundo a epidemiologista, cada país está enfrentando uma situação diferente com a covid-19. Existem vários fatores para que isso aconteça. “Tem a ver com a estratégia passada e a atual, a epidemiologia atual e a circulação do vírus, os dados demográficos da população, os níveis de imunidade da população com vacinação, se há prevalência alta da imunização, entendendo a complexidade da imunidade, se ainda precisa muita pesquisa, o acesso a ferramentas que salvam vidas e a capacidade de se ajustar”, enumerou Maria Van Kerkhove. Segundo a diretora da OMS, um dos grandes problemas percebidos na pandemia foi a falta de confiança da ciência e do público. Outro entrave é a falta de vacinação completa nas populações acima de 60 anos de idade, percebida em muitos países, ou que ainda não tiveram nenhuma dose.


Rússia alerta para 'perigo real' da Terceira Guerra Mundial

Rússia alerta para 'perigo real' da Terceira Guerra Mundial Foto - Gabinete do presidente da Ucrânia

No dia do encontro entre o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, e o presidente russo, Vladimir Putin, e após a visita de dois ministros norte-americanos a Kiev, o chefe da diplomacia de Moscou, Serguei Lavrov, afirmou que quer continuar as negociações de paz com a Ucrânia. Ele alertou para o "perigo real" de o conflito se transformar na Terceira Guerra Mundial. No dia em que o Exército russo anunciou ter atingido cerca de 100 alvos na Ucrânia, incluindo instalações ferroviárias no centro do país, numa tentativa de impedir o fornecimento de armamento, Lavrov acusou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, de “fingir” para discutir com Moscou. “É um bom ator. Se olhar com atenção e ler atentamente o que ele diz, encontrará mil contradições”, afirmou Lavrov, citado por agências de notícias russas. “Mas, continuamos a conduzir negociações com a equipe ucraniana, e esses contatos prosseguirão”, disse. Em meio a tensões sem precedentes entre Moscou e o Ocidente, devido à guerra na Ucrânia, Lavrov alertou para o risco da Terceira Guerra Mundial. “O perigo é sério, é real, não podemos subestimá-lo”, considerou. Declarações foram feitas feitas um dia depois da visita a Kiev dos secretários Lloyd Austin, da Defesa, e Antony Blinken, de Estado, dos Estados Unidos (EUA), com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy. Foi a primeira visita de governantes norte-americanos à Ucrânia desde o início do conflito, em 24 de fevereiro. Ao fazer um balanço da visita, Austin considerou que a Ucrânia pode vencer a guerra contra a Rússia, se tiver o equipamento e o apoio certos. “A primeira coisa para ganhar é acreditar que se pode ganhar. E eles [os ucranianos] estão convencidos de que podem ganhar”, disse o secretário da Defesa norte-americano.


Libertadores: Palmeiras toma susto, mas goleia Independiente Petrolero por 8x1

Libertadores: Palmeiras toma susto, mas goleia Independiente Petrolero por 8x1 Foto - Divulgação / Palmeiras

Após tomar um susto inicial, o Palmeiras contou com o faro de gol de Rafael Navarro para golear o Independiente Petrolero (Bolívia) por 8 a 1, na noite desta terça-feira (12) no Allianz Parque, para permanecer na ponta da classificação do Grupo A da Copa Libertadores com seis pontos. Após atuar pela competição continental o Palmeiras volta a campo no sábado (16), contra o Goiás no estádio da Serrinha. Pela Libertadores o próximo compromisso é diante do Emelec (Equador).


Dólar cai para R$ 4,60 e fecha no menor nível em dois anos

Dólar cai para R$ 4,60 e fecha no menor nível em dois anos Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

A entrada de fluxos externos atraídos por juros altos e pela valorização das commodities fez o dólar cair pela terceira vez seguida e fechar no menor nível em mais de dois anos. A bolsa de valores teve um dia mais tenso, com a indecisão sobre o comando da Petrobras, e teve leve queda. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (4) vendido a R$ 4,608, com queda de R$ 0,059 (-1,27%). Após abrir próxima da estabilidade, a cotação operou em baixa durante todo o dia, na faixa entre R$ 4,60 e R$ 4,62. A moeda norte-americana está no menor nível desde 4 de março de 2020, uma semana antes de a Organização Mundial de Saúde decretar a pandemia de covid-19, quando tinha fechado a R$ 4,58. Apenas nos dois primeiros dias úteis de abril, o dólar caiu 3,2%. Em 2022, a divisa acumula baixa de 17,36%. A euforia no mercado de câmbio não se repetiu no mercado de ações. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 121.279 pontos, com queda de 0,24%. Apesar de uma reação durante a tarde, o indicador encerrou em baixa pressionado pela situação da Petrobras e por ações de bancos, que caíram nesta segunda-feira.


Em momento conturbado, Flamengo estreia na Copa Libertadores

Em momento conturbado, Flamengo estreia na Copa Libertadores Foto - Divulgação / Flamengo

O Flamengo inicia sua caminhada na edição 2022 da Copa Libertadores, a partir das 21h30 (horário de Brasília) da noite desta terça-feira (5) contra o Sporting Cristal (Peru) pelo Grupo H. Mas a partida, que era para ser um motivo de festa, será disputada em meio a questionamentos ao trabalho do técnico português Paulo Sousa, criticado pela torcida após levar a equipe ao segundo vice-campeonato da temporada. O jogo, disputado no estádio Nacional de Lima e que terá transmissão da Rádio Nacional, é o primeiro do Rubro-Negro após ser superado pelo Fluminense na final do Campeonato Carioca. Em um contexto tão negativo, um bom início será fundamental para afastar o fantasma de mais um fracasso na temporada (o Rubro-Negro também foi vice-campeão da Supercopa do Brasil diante do Atlético-MG). E o próprio Paulo Sousa, em entrevista coletiva, deixou claro que espera um desfecho positivo na competição sul-americana: “Teremos uma nova competição e queremos chegar a mais uma final. E de uma forma diferente das outras duas. Nessa final, merecemos mais do que conseguimos”. Porém, o treinador português tem problemas para armar sua equipe. O primeiro é a ausência do seu principal jogador de criação, o uruguaio Giorgian De Arrascaeta, que permaneceu no Rio de Janeiro para tratar de uma lesão no tornozelo esquerdo. Quem também não seguiu para o Peru foi o chileno Isla, por causa de dores musculares.


Copa do Mundo: Brasil enfrenta Sérvia, Suíça e Camarões na 1ª fase

Copa do Mundo: Brasil enfrenta Sérvia, Suíça e Camarões na 1ª fase Foto - Reuters / IKai Pfaffenbach

O Brasil terá Sérvia, Suíça e Camarões pela frente no Grupo G da Copa do Mundo deste ano. O sorteio foi realizado no Centro de Exibições e Convenções de Doha, no Catar, país sede da competição, que será disputada entre 21 de novembro e 18 de dezembro deste ano. O dono da casa fará o jogo de abertura do Mundial contra o Equador. A seleção de Tite estreará diante dos sérvios no dia 24 de novembro, uma quinta-feira. Quatro dias depois, em uma segunda-feira, encara os suíços. A participação na primeira fase chega ao fim no dia 2 de dezembro, uma sexta-feira, contra os camaroneses. Os três adversários são velhos conhecidos dos brasileiros em fases de grupo na Copa. Sérvia e Suíça, por exemplo, foram rivais na última edição, há quatro anos, na Rússia. Já Camarões esteve no caminho nas campanhas do tetracampeonato, em 1994, nos Estados Unidos, de 2014, quando o Brasil sediou o torneio. Ainda faltam serem conhecidos três participantes do Mundial. Um deles sairá do duelo entre Costa Rica (quarta colocada das Eliminatórias das Américas Central e do Norte) e Nova Zelândia (vencedora da Oceania) e será alocado no Grupo E, junto com Espanha, Alemanha e Japão.


No Ritmo do Coração leva Oscar de melhor filme

No Ritmo do Coração leva Oscar de melhor filme Foto - Reuters / Brian Snyder

No Ritmo do Coração, filme comovente sobre uma família surda com uma filha ouvinte, ganhou o prêmio de melhor filme no Oscar, na noite desse domingo (27), em cerimônia ofuscada pelo tapa que o vencedor do prêmio de melhor ator, Will Smith, acertou no apresentador Chris Rock. O filme se tornou o primeiro de um serviço de streaming, a Apple TV+, a ganhar o maior prêmio da indústria cinematográfica. Em um momento que inicialmente parecia uma das piadas que animam a transmissão do Oscar, Smith subiu ao palco e deu um tapa em Rock, depois que o apresentador fez uma piada sobre a esposa do ator, Jada Pinkett Smith. Minutos depois, Smith soube que havia conquistado o prêmio de melhor ator. Em seu discurso, ele começou a chorar e pediu desculpas aos colegas indicados e à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, mas não a Rock. A briga contrastou com os momentos alegres associados a No Ritmo do Coração. Quando o filme ganhou os prêmios de melhor filme, melhor ator coadjuvante e melhor roteiro adaptado, quase todos na plateia se levantaram e aplaudiram em linguagem de sinais. No Ritmo do Coração derrotou o concorrente Ataque dos Cães, da Netflix, e obras de estúdios tradicionais de Hollywood. "Eu realmente quero agradecer à Academia por reconhecer um filme de amor e família neste momento difícil que precisamos hoje", disse o produtor Patrick Wachsberger na frente do elenco.