BUSCA PELA CATEGORIA "Artigo"


4 formas de aplicar suporte e resistência para ter bons resultados

4 formas de aplicar suporte e resistência para ter bons resultados

Negociar no mercado financeiro deveria ser um processo simples baseado em comprar na baixa e vender na alta, mas para muitos investidores esse processo é tão complexo quanto a astrofísica. Uma das estratégias mais básicas e fáceis para negociar melhor baseia-se na identificação dos níveis de suporte e resistência de um ativo. A partir do momento em que os traders conseguem identificar os níveis de suporte e resistência, eles passam a melhorar seu timing no mercado. Suportes e resistências são úteis em mercados de alta ou baixa, bem como em cenários de oscilação.

O que são níveis de suporte?


Um suporte aparece em um nível no qual a demanda dos compradores absorve a oferta dos vendedores, evitando que o preço caia ainda mais. Nesse nível, os traders mais otimistas estão inclinados a comprar, pois acreditam que o preço já é atraente o suficiente e não tende a cair mais.


Por outro lado, os "bears" param de vender porque acreditam que o mercado já caiu o suficiente e pode estar prestes a se recuperar. Quando as duas situações ocorrem ao mesmo tempo, forma-se um suporte.


Embora os suportes horizontais sejam considerados mais confiáveis, eles não são a única maneira existente. Durante as tendências de alta, por exemplo, as linhas de tendência podem atuar como suportes.


O Litecoin (LTC) iniciou um bull market em dezembro de 2020. Desde então, o preço teve rebotes na linha de tendência em diversas ocasiões. Isso ocorreu porque quando o preço se aproximou da linha de tendência, os bull traders decidiram comprar, acreditando que o par LTC/USDT já havia alcançado um nível atraente para compra.


Ao mesmo tempo, os traders que apostam contra a tendência pararam de vender, presumindo que o curto prazo poderia estar com sobrepreço. Quando ambos os cenários ocorreram ao mesmo tempo, houve o fim da correção e uma retomada da tendência de alta.

O que são níveis de resistência?

Níveis de resistência podem ser considerados o oposto de níveis de suporte. Afinal, são os níveis nos quais a oferta excede a demanda, impedindo o movimento de alta.


A resistência é formada quando os traders que compraram em níveis mais baixos começam a realizar seus lucros e os vendedores agressivos passam a operar a descoberto, pois acreditam que a alta já se prolongou demais e que ocorrerá uma retração. Quando a oferta excede a demanda, o rali é interrompido e ocorre uma reversão.


Assim como ocorre com o suporte, a linha ou zona de resistência nem sempre é horizontal.


Em seu período de baixa, registrado entre 6 de maio de 2018 e 4 de julho de 2018, o Ether (ETH) subiu até a linha de resistência, também chamada de downtrend line, mas inverteu e passou a cair a partir daí. Isso ocorreu porque os traders que tinham uma perspectiva de baixa aproveitaram o rali para assumir novas posições vendidas, antecipando níveis mais baixos.


Ao mesmo tempo, os traders agressivos que compraram ETH em momentos de queda acentuada aproveitaram para fechar suas posições perto da linha de resistência. Consequentemente, a linha funcionou como uma barreira e o preço passou a cair a partir desse ponto.

Identificando suporte e resistência em fases de consolidação
Quando o suporte e a resistência estão claramente definidos, os traders podem comprar em um rebote do suporte e esperar que o preço suba até perto da resistência para fechar a posição. Ou seja, o stop-loss pode ser aplicado logo abaixo da linha de suporte.


Muitas vezes, os traders profissionais tentam caçar esses stops puxando o preço para um ponto logo abaixo do suporte. Portanto, os traders podem comprar na tendência de alta e então esperar que o preço esteja consolidado abaixo do suporte antes de descartar suas posições.

Suportes em uma tendência de alta

Quando um ativo toca a linha de suporte três vezes durante uma tendência de alta, os traders podem esperar que essa linha se mantenha. Consequentemente, as posições mais longas podem ser aplicadas em um ponto logo acima da linha de tendência de alta. Já os stops para a operação podem ser aplicados logo abaixo da linha de tendência.


No entanto, em uma tendência de alta, uma quebra abaixo da linha de tendência não significa necessariamente que a tendência será revertida. Muitas vezes, há simplesmente uma pausa na tendência antes de sua retomada.


Os traders podem fechar suas posições compradas se o preço cair e permanecer abaixo da linha de tendência de alta, mas deve-se evitar novas posições de short. Se o preço retomar a tendência de alta após a consolidação, os traders podem procurar novas oportunidades de compra.

Resistência transformada em suporte

Quando o preço rompe a zona de resistência, os compradores tentam transformar a resistência rompida em uma linha de suporte. Se isso se confirmar, uma nova tendência de alta terá início ou será retomada. Caso isso aconteça várias vezes, pode surgir uma boa oportunidade de compra.

Suporte transformado em resistência

Por outro lado, uma vez que os vendedores tenham puxado o preço para baixo da zona de suporte, essa faixa pode se tornar uma zona de resistência e não permitir que o preço volte para a região acima dela. Este é um caso, portanto, em que uma zona de suporte se transforma em uma zona de resistência.

Principais conclusões

Ao analisar qualquer moeda, os traders devem procurar pelos níveis de suporte e resistência, pois eles podem ser boas oportunidades de entrada e saída no mercado.


Durante uma tendência de alta, os traders devem tentar comprar perto do nível de suporte. Por outro lado, durante uma tendência de baixa, os traders devem tentar vender perto da zona de resistência.


Os níveis de suporte e resistência não são fixos, e os traders profissionais tentarão caçá-los ao estabelecer ordens de stop. O objetivo dos traders, nesse caso, é aplicar os stops de forma que não sejam atropelados pelos formadores de mercado.

CONTINUE LENDO

Artigo: 'Nunca ostentar o sucesso'

Artigo: 'Nunca ostentar o sucesso'

Para: Filhos e...

     Agride mais a ostentação do nosso alto posto do que nós mesmos. Não banque o grande homem - odioso -, e não se orgulhe de ser invejado. Quanto mais procurar a estima dos outros, menos dela terá. Não se pode tomar o respeito alheio. É preciso merecê-lo e esperar por ele. Cargos elevados requerema autoridade correspondente, sem a qual não será possível exercê-lo dignamente. Preserve a autoridade que o cargo exige para cumprir suas obrigações. Não a esgote; ajude-a a seguir em frente, mas normalmente. Aqueles que querem parecer trabalhadores esforçados dão a impressão de que não estão à altura de seu trabalho. Quer se sair bem, use seus talentos, não os seus atributos exteriores. Até um rei deve ser venerado mais pela soberania pessoal do que pela imponência do seu trono.


Monopoly: Mística lendária e falsos milionários

Monopoly: Mística lendária e falsos milionários

O Monopoly, junto com War e Cluedo, são um dos jogos lendários que passaram de geração em geração. Gerando vendas de mais de 125 milhões, em mais de 40 países em todo o mundo, e traduzido e adaptado para 20 idiomas diferentes. As verdadeiras lendas dos jogos de tabuleiro e da história do entretenimento, tirando outros tipos de jogos, como os de cassino. No entanto, poucos sabem até hoje a verdadeira história do Monopoly e quão paradoxal ele é, que em algum momento, sua dinâmica e o espírito do jogo são na verdade muito semelhantes ao que realmente aconteceu.

O "primeiro inventor"

Em 1933, um engenheiro de profissão, Charles Darrow, patenteou o jogo. Mas isso não significa que fosse dele, e aqui começa a verdadeira história.

Foi no final do século XIX o seu verdadeiro início, e não foi Charles, mas sim Elizabeth Magie quem patenteou na época um jogo com características e dinâmicas semelhantes, “The landlord's game”. Naqueles anos, os jogos de tabuleiro estavam mais em alta do que nunca e é provável que coincidam com a criação de vários outros jogos. No entanto, essa "coincidência" não foi apenas temporária.

Charles, o ladrao

E é então que Charles entra em ação e, sem dúvida, rouba sua ideia, tornando-o o maior símbolo do capitalismo no mercado de jogos e removendo todos os tipos de vestígios da ideia original de Magie.

É aí que os problemas começam, enquanto Charles tenta vender seu jogo já patenteado para a Parker Brothers, que finalmente o aceita. Mas não foi um caminho fácil nem simples para o seu vendedor, pois para chegar a ele era ele mesmo o responsável por gerar a comercialização do jogo. O sucesso não demorou a chegar: a Parker Brothers passava por um momento econômico muito difícil, e poderíamos dizer que estava à beira da quebra, e foi o Monopoly que salvou de sua queda, gerando uma demanda imponente e vendas sem precedentes na empresa.

À medida que vão ficando conhecidos, o inevitável acontece: eles finalmente descobrem que o jogo era muito parecido com o já patenteado por Magie, e no meio da comoção surge outro, Finance, com características semelhantes. Agora, como Parker Brothers resolve tudo isso? No melhor estilo Monopoly. Quando a realidade supera a ficção: eles decidiram comprar as duas patentes dos dois jogos semelhantes ao Monopoly. Assim, Magie recebeu apenas 500 dólares, com seu jogo totalmente distorcido e nenhuma glória. Embora quando essa informação se tornou pública um grande escândalo se originou, Magie nunca teve uma recompensa financeira pelo golpe de suas próprias ideias.
O jogo foi realmente uma ótima cópia de sua história original. Agora, você vai deixá-los roubar suas ideias como aconteceu com a coitada da Magie, ou você é capaz de varrer o jogo como Parker Brothers e salvar-se da sua própria falência? Você só descobrirá jogando!

 

CONTINUE LENDO

A importância da boa tradução de trabalhos acadêmicos

A importância da boa tradução de trabalhos acadêmicos

A tradução de trabalhos acadêmicos não costuma ser exatamente uma das atividades preferidas dos alunos. É que por mais que o estudante seja bilíngue, ou tenha algum conhecimento em outro idioma, a tradução técnica de conteúdos estudantis exige um conhecimento específico sobre terminologias que nem sempre são tão acessíveis. Além disso há quem tenha falta de habilidade com outras línguas, e ainda assim tente se aventurar no mundo dos tradutores automáticos, criando versões de conteúdo com qualidade duvidosa. Há ainda quem evite utilizar citações de autores estrangeiros (para não precisar traduzir)... Enfim, um verdadeiro desastre linguístico. Se você quer entender mais sobre a tradução de trabalhos acadêmicos, sua importância, quanto custa, e quem pode fazer, basta acompanhar esse artigo. Explicamos tudo para que você não fique perdido entre suas versões. Qual a importância da tradução de trabalhos acadêmicos:

As pesquisas acadêmicas, por mais simples que pareçam no começo, podem ganhar proporções interessantes ao longo de cada descoberta. À medida que a pesquisa se intensifica, e o trabalho avança, é comum que autor e orientador decidam buscar formas de divulgar os resultados do projeto em outros países, publicá-los em outras línguas ou até apresentá-los em outros fóruns internacionais. 

Nessas horas entram as traduções acadêmicas: uma versão ruim e com erros de coerência, gramática e grafia não vai passar segurança no conteúdo de uma pesquisa, por melhor que ela seja. Então, para garantir conteúdos de qualidade é preciso buscar profissionais tradutores, ou empresas do ramo, como a Protranslate.

Investir na tradução de trabalhos acadêmicos é um passo extremamente importante para garantir que as descobertas resultantes de uma formação sejam vistas pelo maior número possível de pessoas. E tradutores profissionais conseguem fazer a interpretação dos textos deixando o conteúdo de acordo com as normas técnicas de cada país.

Perigos de não se recorrer aos serviços de tradução

Quando você traduz um trabalho acadêmico, você garante que pessoas de todo o mundo possam acessar aquele material. Agora, se a tradução foi feita de maneira descuidada, você arrisca que sua pesquisa perca credibilidade ou que você passe informações erradas adiante.

Contratar um serviço de tradução profissional é garantir que os conteúdos terão uma conversão bastante fiel ao contexto e às necessidades do público final. E além dessa qualidade maior do serviço, contratar uma empresa ou um profissional especializado traz mais conforto para alunos já que eles não precisarão se estressar com esse ponto dos seus trabalhos.

Concluindo

Gostou de saber mais sobre a tradução de trabalhos acadêmicos? Já pensou em recorrer a algo do tipo? Pois saiba que a precificação costuma ser feita por tamanho do conteúdo, considerando também o prazo de entrega e a facilidade do assunto.

CONTINUE LENDO

Quase um videogame: video bingo

Quase um videogame: video bingo

O vídeo bingo é uma adaptação do clássico jogo de bingo que podemos encontrar nos cassinos físicos, com a única diferença de que esses jogos podem ser jogados desde o conforto da nossa casa, mesmo do conforto da nossa cama. São muito mais atraentes, já que a maioria dos vídeo bingos tem muito interfaces gráficas atraentes e ilustrativas para os jogadores, chegando a se assemelhar a um videogame. O objetivo não mudou: preencher todos os números da cartela, as bolas saem com os números e começa a cantar o bingo. Em praticamente todos os jogos de vídeo bingo grátis você pode escolher jogar com até 4 cartelas cujos números você mesmo pode escolher trocando as cartelas até que os números o convençam. Em seguida, você terá que escolher quanto dinheiro vai apostar em cada carta.

 

A grande diferença entre o bingo tradicional e o video bingo é que o último é uma slot machine online onde após a extração das primeiras 30 bolas, se faltar apenas uma bola para completar o prémio, pode continuar a pedir bolas extra para uma pequena taxa. Na parte superior da tela, você verá os padrões (linhas vencedoras) de que precisará para obter lucro. 

90 bolas

É uma das versões mais conhecidas em todo o mundo. Como o nome indica, essa variação tem 90 bolas ou mármores.

Cada uma das cartas ou mesas neste Vídeo Bingo contém 15 números que você tentará obter para obter o jackpot. Os números serão distribuídos em nove colunas e três linhas.

Na primeira coluna o apostador encontrará os números de 1 a 9, na segunda coluna de 11 ao número 20, e assim por diante até chegar ao número 90.

No vídeo bingo existem duas formas de ganhar: a primeira, o jackpot, consiste em preencher a cartela inteira, é a forma mais difícil de ganhar; e a segunda é ganhar em linha, o que significa que o jogador deve preencher uma linha, neste caso o prêmio é menor.

80 bolas

Ao contrário da anterior, esta variação contém menos 10, ou seja, 80 bolas. Nas cartelas ou nas tabelas também há diferenças, pois o vídeo bingo de 80 bolas possui quatro colunas e quatro linhas.

Na primeira coluna você encontrará os números de 1 a 20 e assim por diante até chegar ao número 80.

Esta versão tem mais chances de ganhar ou mais formas de ganhar prêmios. Existe o jackpot que você ganha ao preencher o cartão inteiro, você também pode ganhar uma linha, uma coluna, uma diagonal e duas linhas verticais.

75 bolas

Nesta versão, os cartões têm cinco linhas e cinco colunas. O vídeo Bingo de 75 bolas pode ser ganho de duas maneiras: o jackpot ao completar a cartela inteira ou um jackpot menor ao acertar os números em cada canto.

30 bolas

Nesta versão, o cartão possui apenas 9 números, que são divididos em três colunas e três linhas. Este jogo só tem uma forma de ganhar e preencher toda a cartela, caso contrário você não vai ganhar.

CONTINUE LENDO

Artigo: Meu Deus! 36 meses é muito tempo

Artigo: Meu Deus! 36 meses é muito tempo Foto - Divulgação

Essa foi a reação que tive ao saber que o Ministério da Saúde trabalha com um planejamento de ações para os próximos três anos visando vacinar, prevenir, tratar e cuidar das pessoas atingidas pelo vírus causador da Covid-19. A informação foi revelada pelo Dr. Lauricio Cruz, diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis (DEIDT) do Ministério,  em reunião com os deputados estaduais e distritais representando a União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE) na última terça-feira (13).
Nas audiências realizadas pela comissão de fiscalização da vacina, instituída pela UNALE, nossos companheiros deputados buscam informações diretamente da fonte, com a finalidade de subsidiar a atuação dos parlamentares em todos os estados. Assim já ocorreu em reuniões com a Anvisa, Embaixadas da China e da Rússia, assim como a União Química, fabricante da vacina Sputnick-V no Brasil. O que está na mente das pessoas é que a partir da vacinação tudo pode voltar ao normal, com atividades econômicas em pleno funcionamento, atividades sociais, religiosas e aglomerações liberadas e tudo mais. Entretanto, a realidade nos indica que será necessário continuar com todas as precauções de prevenção como uso de máscaras, higienização das mãos, distanciamento social, entre outras, além de conviver com contaminações, complicações sanitárias e sequelas decorrentes. Para isso, as secretarias de saúde dos estados e dos municípios deverão planejar e executar uma estratégia de médio prazo com duração de pelo menos três anos. Deverão estar atentas às sequelas, novas variações do vírus, vacinações recorrentes e periódicas e todo o impacto no SUS, ao mesmo tempo em que atendem todas as demais demandas que já sobrecarregam o sistema e todo o país.
Para não dizer que trazemos somente preocupações, na mesma ocasião o representante do Ministério detalhou todas as aquisições de vacinas já feitas para o Programa Nacional de Imunização (PNI), indicando que até o final deste ano toda a população brasileira pode ter sido vacinada. Isso é alvissareiro, porque permite tranquilizar as pessoas que aguardam a chegada da sua vez no calendário de vacinação. De nossa parte, continuaremos a promover ações que visem fortalecer o papel do legislativo estadual no apoio e na fiscalização das ações de prevenção e combate à pandemia, que tantas vidas já ceifou. (*) A deputada Ivana Bastos (PSD-BA) é presidente da União Nacional dos Legislativos e Legisladores Estaduais (UNALE).


Artigo: 'Um bilhete para Léo!'

Artigo: 'Um bilhete para Léo!' Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Prezado afilhado, extensivo ao Compadre, Luciana e amadas tias. Hoje, vejo-me, mais uma vez, diante dessa obrigação pelo coração, a deixar algumas palavras, que bem sei, não servirão como bálsamo, para amenizar essa cruel dor que vocês padecem, em razão do precoce desaparecimento de Léo, um afilhado pela estima e pela amizade familiar. Nem posso imaginar, por mais que saiba me expressar, sobre essa fatídica ocorrência, por parte desse vírus que não nos dá alívio, pois, também, padecemos temerosos de que seja ou um dos meus entes queridos uma das suas vítimas. Dizer de você, Léo, do seu jeito. da sua afetividade, da sua inteligência, da sua religiosidade, seria desaguar palavras , que já não servem, além do nosso reconhecimento, pelo que você semeou nessa tão rápida passagem entre nós. Se perder amigos, pais, parentes, numa circunstância com esta, já é ruim demais, perder um filho, supera a qualquer dor, que me deixa postado e desperto pela noite longa e povoada de maus pensamentos, a pensar nos meus, que são a razão da minha vida. Os pais sabem, e como sabem, o que estou dizendo, quando, sem qualquer egoísmo, veem  pedir a clemência do Grande Arquiteto do Universo, que por toda infinita bondade, nos livre desse mal, amém. Um jovem intelectual, preocupado em deslindar os enigmas do tempo e do mundo, um questionador voraz sobre o desconhecido, um crítico irriquieto sobre a nossa política, mas sem jamais apegar-se aos extremismos ou deixar-se influenciar, marcou a sua convivência social, de uma forma doce e agradável, engraçado, por vezes, quando. por exemplo, um dia, fiz um comentário sobre o "ser politico" do seu irmão, um orgulho para ele, como para mim não menos, e ele reagiu pesaroso, dizendo-me: "- Puxa, como pode um padrinho, pensar assim do seu afilhado"? Isso foi, aqui, à porta do Escritório, ao descer da Prefeitura, quando lá trabalhava. E  olhe, que não foi uma ofensa, mas um comentário, apenas, em relação a uma das suas convicções políticas, por meu extremo querer bem! Ele se foi, e fiquei pesando naquilo, para depois comentar com Fredinho, como acho que o fiz. Ele era bom de prosa. Instigante. Insatisfeito. Curioso. Pesquisador e estudioso. Como dizia a sua mamãe: - "Um encanto de menino!" E ai de quem a contrariasse! Virava fera! Dele só guardo essas lembranças. E essas serão as que guardarei para sempre. Descanse em paz, Léo!. O brumadense Leandro Leite Rêgo, 33 anos, morreu vítima da covid-19. 


Artigo: Sabrina Camargo fala sobre os efeitos da pandemia em Brumado

Artigo: Sabrina Camargo fala sobre os efeitos da pandemia em Brumado Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Quando a esfera política silencia, resta a nós cidadãos duas alternativas: compactuar com este silêncio ou falar. Não é de hoje que a condução da pandemia em nosso município me deixa indignada. Desde o início, Brumado dispensou barreiras sanitárias, não escalonou a reabertura do comércio e vem aí, desde maio, numa pressão pela reabertura das escolas municipais sem se orientar sequer por um protocolo construído por especialistas. Condutas que estão na contramão da grande maioria dos municípios. Assistimos estarrecidos há 1 mês uma avalanche de casos de coronavírus. Um aumento vertiginoso de hospitalizados e de óbitos. Eu não concordo que a solução seja fechar o comércio. Não se resolve um problema criando outro. É preciso fiscalizar. Multar o comércio que não segue as medidas de segurança, donos, vendedores e clientes sem máscaras, lojas lotadas. Dêem uma volta e vejam a situação das padarias, supermercados, quitandas, loterias.... cheias, sem controle nenhum de entrada. Pessoas com diagnóstico positivo para Covid circulam nas ruas sem nenhum constrangimento e preocupação. Fazem compras. Trabalham. Como se não vissem nenhum problema neste comportamento. Vocês acham isto normal? Eu me recuso a achar. Ahh, mas não temos quem fiscalize, dizem.

Artigo: Sabrina Camargo fala sobre os efeitos da pandemia em Brumado Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O que me surpreende é que, às vésperas da eleição, contratam-se pessoas indiscriminadamente, o chamado cabide eleitoral. E agora, mesmo com todos os recursos recebidos, não há verba suficiente para contratação de pessoal e aplicação de medidas? É imperativo uma ação municipal. Urgente! Assistem de camarote as dezenas de novos casos que surgem todos os dias, os óbitos que são praticamente diários, as hospitalizações intermináveis. Se não há político que possa denunciar esta situação, façamos nossa parte enquanto cidadãos. Se o coronavírus vai se apossando da nossa cidade, levando nossos parentes e amigos e destruindo famílias, é porque outro vírus tão maléfico quanto, o do desinteresse, do descaso, da insensatez e da falta de compaixão vai permitindo esta realidade que hoje vivenciamos. Em nome do que consentem que o vírus se alastre? Porque não tomam providências? Que o caos está instalado e o abismo logo a nossa frente, todos nós já sabemos. Mas queremos saber também o que o município pode fazer para não deixar que seus habitantes despenquem precipício abaixo. É difícil calar e se resignar diante desta situação que é da ordem do inimaginável. E você, também tem algo a dizer ou prefere ser conivente e se omitir?. Texto da Psicóloga/Psicanalista Sabrina Camargo, Mestre e Doutora em Teoria Psicanalítica.


Como reduzir o estresse com Vitamina B5

Como reduzir o estresse com Vitamina B5

Hoje, mais do que nunca, somos forçados a lidar com o estresse no nosso dia a dia. Pode-se dizer que a ansiedade e o estresse estão entre os principais problemas na vida moderna. E com a recente Pandemia de Covid 19, os níveis de estresse subiram ainda mais, estamos sendo afetados em diferentes áreas: tanto na saúde como na economia. Como consequência, estresse, ansiedade e até a depressão acabam se tornando mais comuns. Ao passarmos por situações estressantes, nosso corpo libera hormônios, como a adrenalina por exemplo, que causam uma sensação de angústia e aflição. Dor de estômago, respiração ofegante, pânico e inquietação são alguns sintomas que aparecem no corpo ao ficarmos estressados. A boa notícia é que certos nutrientes, como a vitamina B5, podem nos ajudar a amenizar esse problema. Por isso, hoje estamos aqui para lhe falar sobre os benefícios dessa vitamina, acompanhe também no canal do youtube da Bio high, detalhes sobre a Vitamina B5. Confira:

O que é a Vitamina B5 e para que serve?

O Ácido Pantotênico, mais conhecido como vitamina B5, é um nutriente essencial do corpo humano.

Isso significa que nosso organismo precisa dela para viver, apesar de não produzi-lo em sua totalidade.

A Vitamina B5 faz parte de diversos processos fundamentais do nosso corpo, sendo indispensável para:

  • Produzir neurotransmissores cerebrais;
  • Extrair gorduras;
  • Combater inflamações; 
  • Fabricar esteroides, como o colesterol.

Portanto, a sua presença é indispensável para manter a saúde em dia.

Ela pode ser encontrada em alimentos como abacate, gema de ovo, leite e derivados e fígado.

A Vitamina B5 também pode ser consumida como suplementação, servindo principalmente para:

  • Diminuir os níveis de estresse;  
  • Tratar e combater problemas mentais graves;
  • Melhorar a aparência da pele;
  • Proteger a saúde do coração.

Esses benefícios se devem aos processos metabólicos dos quais ela faz parte. 

Por sua atuação na produção de hormônios que atuam no cérebro, ela se destaca sendo capaz de reduzir o estresse, como veremos melhor a seguir.

Porque a vitamina B5 ajuda a combater o estresse?

Perturbações mentais, estresse e ansiedade crônica, estão entre os principais distúrbios de saúde que a Vitamina B5 pode aliviar.

Isso ocorre porque esse nutriente tem ação direta sobre os hormônios do nosso organismo, atuando na produção de neurotransmissores cerebrais, como a Dopamina e a Serotonina. 

Essas substâncias são conhecidas por promoverem a sensação de felicidade e de bem-estar.

A sua ação sobre os hormônios também ajuda a inibir o cortisol, conhecido como hormônio de estresse.

Graças a essa combinação a Bio high desenvolveu um suplemento natural, acesse o site da loja e veja mais detalhes de como a Vitamina B5 ajuda a amenizar até mesmo sintomas de depressão.

Além de trazer outras propriedades benéficas para o organismo.

Conheça todos os benefícios da Vitamina B5

Fundamental para produzir diversas substâncias necessárias ao metabolismo humano, o ácido patogênico alivia o estresse.

Mas, também tem outros benefícios, que incluem: 

  1. Deixa a pele mais jovem e firme: a Vitamina B5 é capaz de retardar o surgimento de rugas e marcas de expressão;
  2. Aumenta a imunidade: ajuda a sintetizar substâncias envolvidas nas defesas do organismo, como as hemácias da corrente sanguínea;
  3. Melhora a saúde cardíaca: a Vitamina B5 ajuda a regular os níveis de colesterol e manter a pressão arterial equilibrada.

Portanto, além de combater o estresse e a ansiedade, suplementar a Vitamina B5 pode melhorar a sua qualidade de vida como um todo.

Onde encontrar e como tomar

Além de estar presente em diversos alimentos, a Vitamina B5 pode ser encontrada como suplemento alimentar em cápsulas, em farmácias, drogarias e pela internet.

Também pode estar presente como componente de suplementos multivitamínicos. 

A dose recomendada é de uma cápsula ao dia. Em caso de qualquer dúvida procure orientação médica antes de iniciar o consumo.

Há alguma contraindicação?

Não há contraindicação para o uso da Vitamina B5. A única recomendação é para as grávidas e lactantes, que devem procurar seus médicos para orientações antes de usar.

A Vitamina B5 não costuma apresentar efeitos colaterais quando usada corretamente.

Conclusão

A Vitamina B5 é uma excelente forma de manter o estresse e a ansiedade longe. 

Os resultados podem ser ainda melhores se você mantiver uma dieta equilibrada e praticar exercícios regularmente.

Gostou das dicas de hoje? Deixe o seu comentário e até a próxima!

CONTINUE LENDO

Artigo: Morte e Morte de Dr. Juracy

Artigo: Morte e Morte de Dr. Juracy Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Pelas mãos do saudoso deputado federal e engenheiro Vasco Neto, cheguei a Brumado-Bahia, no final de 1973, para executar o projeto geotécnico da Estrada BR-030, trecho Brumado – Maraú. Brumado era uma cidade carente de tudo: água, luz elétrica, comunicação, rodovia, saúde, educação... Um simples telefonema interestadual só era possível através de Vitória da Conquista. Vale lembrar que uma viagem normal de carro Brumado – Vitória da Conquista durava cerca de quatro horas por um caminho de terra. Foi na gestão do prefeito e médico Dr. Juracy Pires Gomes que Brumado saiu do quase nada para se tornar o segundo mais próspero Centro Administrativo /Produtivo do Sudoeste da Bahia. Só perdendo para Vitória da Conquista.  Dr. Juraci fez acontecer em Brumado: água (Barragem sobre o Rio do Antônio), luz elétrica na sede e nos distritos (Rede de Alta Tensão e Subestação), comunicação (Telefonia DDD e DDI), educação e cultura (Colégio Estadual de Brumado e Biblioteca Pública), saúde (Hospital Municipal, Prof. Magalhães Neto), rodovias (BA-262, Brumado – Vitoria da Conquista  e Av.  Centenário), agências bancárias (Caixa Econômica Federal e BANEB), pavimentação (Usina de Asfalto), aeródromo e hangar Sócrates Mariani Bitencourt (Bairro Aeroporto), sinal de rádio e TV via torre repetidora (Alto Pirajá), casas populares (URBIS 1), abatedouro (Periferia do Bairro do Tanque), mercado municipal (Av. Centenário), prefeitura municipal (Bairro Nobre Brumado), cesta do povo (Av. Centenário), casa dos estudantes (Salvador),  DIRES, DIREC, CIRETRAN, EBDA, GERFAB...

  O Dr. Juracy foi também o médico de todos os brumadenses. Chamava-me carinhosamente e Juruna e foi meu padrinho de casamento, daí minha estima e consideração para com o cidadão Juracy Pires Gomes, independentemente de política. 

     Na manhã do dia 01 de setembro de 2020, numa padaria, em Brumado,  recebo a triste notícia do falecimento do Dr. Juracy. Lamentei profundamente.  O informante, uma pessoa da área médica, digna de credibilidade, adiantou-me que foi o COVID 19, e que não haveria velório e o sepultamento seria naquele mesmo dia, às 12 h. Olhei para o relógio, 11 h e 50 min . Não tive dúvida, rumei para o cemitério Sta. Inês e, mantendo certa distância, pude observar  a chegada  do cortejo fúnebre. Confesso que meus olhos marejaram.  Rezei um Pai nosso e pedi a Deus um bom lugar para aquela boa alma. Estranhei a ausência dos familiares do doutor, mas, em se tratando de tempos de pandemia, melhor prevenir do que remediar, por isso não compareceram  ou já estavam dentro do cemitério, pensei.  

       Na volta para casa, comprei uma vela de sete dias com o propósito de acendê-la para iluminar o terço que já deveriam estar rezando. Família católica é assim.

       Cheguei a casa, a mulher, com cara de poucos amigos, perguntando-me:

      — Tá sabendo?...

      — Sim! — Adiantei — trouxe até uma vela.

      — Pra que vela?

     — Ué! Pra alma do Dr. Juracy!

     — Tu também tá espalhar essa notícia infame?

     — Claro que não! Mas estive no enterro. Só não entrei no cemitério.

     — Que enterro?

     — Do Dr. Juracy!

     — Deixa de mentira, Ribamar, terminei de telefonar para a residência do Dr. Juracy, ele está lá, apresentando melhoras.

     — De imediato, liguei para meu cunhado na viva voz e perguntei:

     — Ficou sabendo do Dr. Juracy?

     — Sim!...  Morreu!

     — Taí. Teu Irmão está confirmando o falecimento, e eu fui ao enterro, alguma dúvida?

     — Vocês dois  estão precisando diminuir a cachaça!

    Embasado na credibilidade de meu informante, meu cunhado e demais pessoas que ouvi comentando o lamentável ocorrido, além da minha presença no sepultamento, acendi a vela, apesar do sussurro malicioso:

     — Que enterro foi esse, Ribamar, e para quem é essa vela?

     — Já disse! Tudo pela alma de uma pessoa estimada de nome Juracy!

     — Me engana que eu gosto!

   Diante de tamanha insinuação, não me restou alternativa senão deslocar-me até a Av. Otávio Mangabeira, onde pude constatar que o Dr. Juraci estava em casa, vivinho da silva. Por muito pouco não entrei na casa do meu amigo dando pêsames. Já pensou vexame?

      Minha situação em casa só amenizou porque uma rede social também noticiou o falecimento do doutor naquele dia. Contudo, as pendências do enterro a que fui e da  vela que acendi ficaram.

      Dois dias após, ainda encarando olhares de desconfiança, outra notícia de morte do Dr. Juracy. Aí a minha reação já foi de raiva do autor de tamanha brincadeira de mau gosto. Mas, fiquei na minha, lógico: gato escaldado de água fria tem medo.

      Infelizmente o agouro se confirmou. O ex-prefeito de Brumado, Dr. Juracy Pires Gomes, havia falecido mesmo. Dessa feita, foi a família quem deu a lamentável notícia.

      Depois da morte e morte do Dr. Juracy, restou-me maldizer as pessoas doentias que se realizam com a aflição dos outros, pedir a Deus um bom lugar para a alma do saudoso amigo e para alma de quem me fez ir  ao seu enterro, ascender-lhe uma vela e pagar tamanho mico.

CONTINUE LENDO