BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"


Brasil: 'Pode beber depois da vacina?' é a pergunta mais feita no Google desde o início da campanha de vacinação

Brasil: 'Pode beber depois da vacina?' é a pergunta mais feita no Google desde o início da campanha de vacinação Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Segundo levantamento do Google sobre as buscas mais realizadas desde o início da campanha de imunização no Brasil, a pergunta mais frequente foi: "pode beber depois da vacina?". De acordo com informações do G1, o interesse na questão foi tão grande que a frase foi 36% mais pesquisada que a segunda dúvida mais popular sobre o imunizante: “qual a melhor vacina?”. O Google classificou 100 frases mais pesquisadas em algumas categorias e identificou que 44 delas estavam relacionadas a aspectos práticos da vacinação, incluindo “onde tomar vacina?” ou “quando vou ser vacinado?”. Em seguida, as pessoas queriam saber as regras para se vacinar, com questões como “o que é comorbidade?” e “quem teve covid pode tomar vacina?”. A terceira categoria mais frequente inclui termos sobre o andamento da campanha no Brasil (“como está a vacinação no brasil”) e sobre as vacinas disponíveis (“quais são as vacinas do covid”). O Brasil iniciou a vacinação em 17 de janeiro de 2021.


Sorteio define confrontos da primeira fase da Copa do Brasil

Sorteio define confrontos da primeira fase da Copa do Brasil Foto - Divulgação / CBF

Estão definidos os confrontos da primeira fase da Copa Intelbras do Brasil 2022! Em sorteio realizado nesta segunda-feira (17), 80 clubes conheceram seus confrontos na abertura da competição e, de quebra, tiveram definidos os duelos na etapa seguinte da competição. Nesta fase da Copa Intelbras do Brasil, os duelos serão disputados em jogo único, com mando do time com pior posicionamento no Ranking (potes E, F, G e H). O vencedor do confronto se classifica automaticamente para a fase seguinte, e o time visitante (melhor ranqueado) terá a vantagem do empate. Confira os confrontos, junto com os 20 chaveamentos definidos para a próxima fase.


Banco Central diz que atividade econômica cresce 0,69%

Banco Central diz que atividade econômica cresce 0,69% Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), registrado em novembro de 2021, apresentou alta de 0,69% na comparação com outubro, percentual já dessazonalizado para compensar eventuais diferenças entre os períodos, como o número maior de feriados ou fins de semana. O dado, uma espécie de prévia do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país) foi divulgado hoje (17), em Brasília, pelo Banco Central. Apesar da alta, o trimestre ainda apresenta número negativo (-0,79%), devido a uma sequência anterior de recuos, segundo os números apresentados pela autoridade monetária. Na comparação com novembro de 2020, quando os efeitos da pandemia estavam mais acentuados, o indicador tem alta de 0,43%; e no acumulado do ano (janeiro a novembro de 2021) a variação observada, sem ajuste sazonal, ficou em 4,59%. No acumulado de 12 meses, novembro tem alta de 4,30%.


Pandemia faz Receita Federal adiar retorno do trabalho presencial

Pandemia faz Receita Federal adiar retorno do trabalho presencial Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Diante do aumento do número de contaminados pela covid-19, em especial os causados pela variante Ômicron, a Receita Federal decidiu prorrogar para 31 de março próximo o retorno dos servidores e empregados públicos de seu quadro à modalidade presencial. A portaria que prevê o adiamento da volta de servidores foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (17). Inicialmente, a previsão é de que o retorno de todos os servidores e empregados públicos se daria até 31 de dezembro de 2021. De acordo com a portaria, caberá aos titulares de unidades assegurar a preservação das atividades e o funcionamento de serviços de natureza presencial, até a nova data de retorno. Também cabe a eles assegurar a preservação das atividades, bem como o funcionamento dos serviços considerados de natureza presencial.


Em um ano de vacinação, quase 70% dos brasileiros já tomaram 2 doses

Em um ano de vacinação, quase 70% dos brasileiros já tomaram 2 doses Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Um ano depois de começar a vacinação contra a covid-19, o Brasil se aproxima do patamar de 70% da população com as duas doses, enquanto 15% já receberam a dose de reforço e cerca de 75% receberam ao menos a primeira dose, segundo dados do painel Monitora Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A campanha coordenada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) já tinha atingido 68% dos brasileiros com as duas doses até a última sexta-feira (14) e dá agora os primeiros passos para proteger crianças de 5 a 11 anos. A vacinação contra a doença teve sua primeira dose administrada em 17 de janeiro de 2021, na enfermeira Mônica Calazans, em São Paulo. A profissional de saúde recebeu a vacina CoronaVac, produzida no Instituto Butantan em parceria com a empresa chinesa Sinovac. Desde então, três em cada quatro brasileiros receberam ao menos a primeira aplicação de um dos quatro imunizantes adquiridos pelo PNI: AstraZeneca, CoronaVac, Janssen e Pfizer. Pesquisadores da Fiocruz e da Sociedade Brasileira de Imunizações ouvidos pela Agência Brasil indicam que o resultado da vacinação foi uma queda drástica na mortalidade e nas internações causadas pela pandemia, mesmo diante de mutações mais transmissíveis do coronavírus, como a Delta e a Ômicron.


INSS suspende temporariamente perícias médicas

INSS suspende temporariamente perícias médicas Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) suspendeu temporariamente a realização de perícias médicas do Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade. As perícias são necessárias para revisão do benefício por incapacidade temporária, antigo auxílio-doença. A suspensão se deu em virtude do aumento de casos de covid-19 no país. A suspensão vale para perícias marcadas desde o dia 12 de janeiro deste ano. A portaria conjunta do INSS e do Ministério do Trabalho foi publicada nesta quinta-feira (13). Segundo o ministério, as perícias suspensas serão remarcadas para o segundo semestre, e o INSS comunicará aos segurados a nova data. Os segurados afetados pela suspensão das perícias continuarão recebendo os benefícios normalmente. A portaria manteve o atendimento para os casos de mutirões de realização de perícia médica que já estavam previamente programados e com viagens definidas no âmbito da Subsecretaria da Perícia Médica Federal. O Brasil vem registrando uma curva acentuada no aumento dos casos de covid-19. Dados de ontem (12) do Ministério da Saúde registraram 87.471 casos de covid-19 em apenas 24 horas.


Parte de morro desliza sobre duas casas no centro de Ouro Preto

Parte de morro desliza sobre duas casas no centro de Ouro Preto Foto - Redes Sociais

Um deslizamento de terra em um morro no centro da cidade de Ouro Preto (MG) atingiu a dois casarões históricos na manhã de hoje (13). Bombeiros e técnicos da Defesa Civil municipal estão no local, verificando a situação. Até o momento, não há registro de vítimas, pois toda a área ao redor já tinha sido evacuada. Vídeos filmados por pessoas que testemunharam o acidente circulam pelas redes sociais. Neles, é possível ver, à distância, o momento em que parte do Morro da Forca vem abaixo, na altura da Rua Diogo de Vasconcelos, 327, próximo ao Terminal de Integração José da Silva Araújo. O acidente ocorreu por volta das 9 horas, pouco após o Corpo de Bombeiros ter sido acionado por pessoas que perceberam que o talude estava cedendo. Em frente aos imóveis atingidos no sopé do morro, do outro lado da rua, funciona o Centro de Artes e Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). A rua foi isolada e moradores de casas próximas ainda não foram autorizados a retornar a suas residências, pois a área ao redor do talude que deslizou está instável devido às fortes chuvas que há semanas atingem Minas Gerais.


Tite convoca a Seleção Brasileira para jogos contra Equador e Paraguai

Tite convoca a Seleção Brasileira para jogos contra Equador e Paraguai Foto - Divulgação / CBF

O técnico Tite convocou, nesta quinta-feira (13), a Seleção Brasileira para os jogos contra Equador e Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022. A lista foi anunciada pelo treinador em coletiva de imprensa no auditório da Casa do Futebol Brasileiro, no Rio de Janeiro. Com Fabinho e Lucas Paquetá suspensos para a primeira partida, Tite convocou 26 atletas para os dois compromissos. Já classificada para a Copa do Mundo FIFA Catar 2022, a Seleção Brasileira enfrenta o Equador no dia 27 de janeiro, no Estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito, e o Paraguai no dia 1° de fevereiro, no Mineirão, em Belo Horizonte. As duas partidas marcam o início da agenda da Seleção Brasileira em 2022, ano de disputa da Copa do Mundo do Catar. A Seleção Brasileira se apresenta já no Equador para os treinamentos para o jogo contra o Equador. O chefe de delegação da Seleção Brasileira nesta Data FIFA será Rubens Angelotti, Presidente da Federação Catarinense de Futebol. Confira a lista: GOLEIROS - Alisson - Liverpool (ING); Ederson - Manchester City (ING) e Weverton - Palmeiras. LATERAIS - Emerson Royal - Tottenham (ING); Dani Alves - Barcelona (ESP); Alex Sandro - Juventus (ITA) e Alex Telles - Manchester United (ING). ZAGUEIROS - Marquinhos - Paris Saint Germain (FRA); Gabriel Magalhães - Arsenal (ING); Thiago Silva - Chelsea (ING) e Éder Militão - Real Madrid (ESP). MEIAS - Casemiro - Real Madrid (ESP); Fabinho - Liverpool (ING); Fred - Manchester United (ING); Gerson - Olympique Marseille (FRA); Bruno Guimarães - Lyon (FRA); Philippe Coutinho - Aston Villa (ING) e Lucas Paquetá - Lyon (FRA). ATACANTES - Raphinha - Leeds United (ING); Antony - Ajax (HOL); Rodrygo - Real Madrid (ESP); Everton Ribeiro - Flamengo; Gabriel Jesus - Manchester City (ING); Gabi - Flamengo; Matheus Cunha - Atlético de Madrid (ESP) e Vinicius Jr. - Real Madrid (ESP).


Setor de serviços cresce 2,4% em novembro, após dois meses de queda

Setor de serviços cresce 2,4% em novembro, após dois meses de queda Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O setor de serviços cresceu 2,4% na passagem de outubro para novembro, após dois meses de taxas negativas, recuperando a perda acumulada de 2,2%. Com o resultado de novembro, o setor ficou 4,5% acima do patamar pré-pandemia de covid-19, registrado em fevereiro de 2020, mas está 7,3% abaixo do recorde alcançado em novembro de 2014. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, a recuperação do mês de novembro coloca o setor no maior patamar dos últimos seis anos, igualando-se ao nível de dezembro de 2015. “Das últimas 18 informações divulgadas, na comparação mês contra mês anterior, 15 foram positivas e 3 foram negativas: março, devido à segunda onda de covid-19, e setembro e outubro, por conta de aumentos de preços em telecomunicações e passagens aéreas”, disse, em nota, o pesquisador. Segundo o IBGE, quatro das cinco atividades pesquisadas avançaram no mês de novembro, com destaque para serviços de informação e comunicação (5,4%), que recuperaram a perda de 2,9% verificada nos dois meses anteriores. Com isso, a atividade se coloca num patamar 13,7% acima de fevereiro de 2020.


Vacina brasileira contra Covid-19 começa a ser testada em humanos

Vacina brasileira contra Covid-19 começa a ser testada em humanos Foto - Divulgação / SENAI CIMATEC

A vacina brasileira RNA MCTI CIMATEC HDT contra a Covid-19 entrará na primeira fase de testes, nesta quinta-feira (13), em Salvador (BA). No Brasil, o estudo está sendo conduzido pelo SENAI CIMATEC, e o desenvolvimento da tecnologia é feito pelos pesquisadores do Instituto SENAI de Inovação de Sistemas Avançados de Saúde em parceria com a HDT Bio Corp (Seattle, EUA), empresa de biotecnologia sem fins lucrativos, e com a RedeVírus MCTI. O projeto conta com financiamento do Governo Federal, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). Participam desta fase 90 voluntários, com idades entre 18 e 55 anos. O início da primeira fase do estudo clínico acontece às 10h desta quinta-feira (13/1), na sede do SENAI CIMATEC com a aplicação da primeira dose da vacina. A pandemia da Covid-19 acelerou processos e desenvolvimento da tecnologia brasileira. O diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, destaca que as parcerias internacionais têm um importante papel no fomento a inovação brasileira. “Parcerias como essa ajudam a construir novos caminhos para a saúde pública, com a capacidade de fabricar vacinas e medicamentos no Brasil, dando à população maior acesso ao que tem de mais moderno”, ressalta. A vacina RNA MCTI CIMATEC HDT é composta por duas plataformas tecnológicas: o replicon de RNA (substância ativa) e uma formulação lipídica (LION). Por meio dessas duas plataformas inéditas e inovadoras, repRNA e LION, espera-se que a vacina seja capaz de gerar uma imunização robusta e duradoura com uma dose menor de imunizante. A repRNA (replicon de RNA) é o primeiro imunizante que utiliza essa tecnologia a ter uma fase de estudos realizada no Brasil. O replicon de RNA é capaz de se autoamplificar e ser reconhecido pelo organismo como um RNA mensageiro, que, por sua vez, ensina o corpo humano a produzir respostas contra o vírus (anticorpos).