Pesquisa na Uesb revela efeitos do uso excessivo de aparelhos eletrônicos

Pesquisa na Uesb revela efeitos do uso excessivo de aparelhos eletrônicos
Foto - Divulgação / UESB

A tecnologia vem se tornando algo indissociável na vida da maioria dos seres humanos. Hoje, se queremos lembrar de algo que a nossa mente possa esquecer, utilizamos a função do alarme, presente em nossos celulares, como um lembrete. Para saber das tendências que acontecem do outro lado do mundo, não é mais preciso ler jornais ou revistas, basta abrir a tela do aparelho móvel e digitar um simples termo de pesquisa no Google. Até mesmo para estudar, onde, normalmente, os conteúdos eram concentrados em livros físicos de bibliotecas, hoje, os arquivos digitais possuem a capacidade de substituição. No entanto, a dedicação de boa parte do nosso dia na frente dos brilhos desses aparelhos pode acarretar em sequelas para a nossa visão. Foi com base nessas observações que o egresso do curso de Medicina da Uesb, Weslei Firmo, realizou uma pesquisa sobre o impacto de usos de aparelhos eletrônicos nas afecções oftalmológicas em estudantes da Uesb, no campus de Vitória da Conquista. Segundo o estudo, a constante utilização dessas ferramentas pode desenvolver problemas visuais, como a Síndrome da Visão do Computador (SVC), nome dado ao conjunto de sintomas visuais que pode variar de pessoa para pessoa. Além disso, é possível identificar mudanças de postura, que prejudicam a coluna vertebral, e problemas auditivos, devido ao longo tempo de exposição auditiva para aqueles que usam fones de ouvido. No processo de pesquisa, Weslei observou 132 estudantes da Uesb, dos cursos de Medicina, Direito, Agronomia, Física, Matemática, Geografia, Ciência da Computação, Letras, Psicologia, Biologia, Pedagogia e Administração. No formulário disponibilizado pelo estudante, foi possível notar um uso diário de 2 a 8 horas do celular. Com o notebook, esse período ficou entre 2 e 6 horas.


Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.



Deixe seu comentário

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Saiba Mais