Agora Sudoeste
Agora Sudoeste

Em operação conjunta PRF desarticula produção clandestina de fogos 25 anos após tragédia

Em operação conjunta PRF desarticula produção clandestina de fogos 25 anos após tragédia
Foto - Divulgação / PRF-BA

Na manhã desta terça-feira (12), uma operação conjunta, tendo como participantes a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público do Trabalho (MPT), a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-BA), o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA) e o Conselho Regional dos Químicos (CRQ), desarticulou uma fábrica clandestina de fogos de artifício em Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano. O proprietário da fábrica foi detido durante a fiscalização que visava coibir a produção ilegal desses artefatos.  A empresa de sua propriedade, apresentou diversas irregularidades, incluindo transporte e armazenamento inadequados de materiais explosivos, desrespeitando normas de segurança e sem a devida autorização do Exército. A ação ocorre no aniversário do maior acidente de trabalho da história da Bahia, que resultou na morte de 64 pessoas após a explosão de uma antiga fábrica de fogos. Na propriedade rural, situada no distrito de Boa Vista, foram encontradas quase 300 caixas de fogos de artifício de origens diversas, bem como produtos artesanais contendo pólvora. O autor foi conduzido à delegacia e será enquadrado no art. 253 do Código Penal, sujeito a pena de detenção de seis meses a dois anos, além de multa. Toda a carga de explosivos apreendida foi encaminhada para o 35º Batalhão de Infantaria do Exército, em Feira de Santana, para perícia pelo Departamento de Polícia Técnica. A posterior destruição do material visa garantir a segurança da população.


Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.



Deixe seu comentário

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Saiba Mais