Chapada Diamantina: Executivos portugueses do Vila Galé e Vinícola Santa Vitória conhecem potencial vitivinícola da região

Chapada Diamantina: Executivos portugueses do Vila Galé e Vinícola Santa Vitória conhecem potencial vitivinícola da região  Foto - Divulgação

As cidades de Mucugê e Ibicoara, na Chapada Diamantina, foram os destinos escolhidos pelo vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, para mostrar o potencial vitivinícola da região aos executivos portugueses da rede de hotéis Vila Galé e da vinícola Santa Vitória, na quarta-feira (24) e nesta quinta-feira (25). De acordo com o presidente do grupo, Jorge Rebelo, eles ficaram interessados em investir na região, combinando hotelaria e vinícola, além de analisar a viabilidade de um projeto para produção de azeite e azeitona. A vinícola Uvva é o mais novo projeto da Fazenda Progresso, que é internacionalmente conhecida pelo café Latitude 13. O empreendimento é reconhecido também pelo cultivo de batatas. São produzidas 1,5 milhão de sacas de batatas de 50kg por ano, que são colhidas todos os dias, o ano inteiro e fornecidas para todo o Nordeste. A comitiva foi recebida pelo CEO da Progresso, Fabiano Borré. Depois, também foram recepcionados pela prefeita de Mucugê, Dona Ana, e pelo prefeito Gil, de Ibicoara, que lhes mostraram alguns pontos de atração turística de Mucugê. Os investidores de Portugal visitaram ainda Igatú, distrito de Andaraí, para conhecer o potencial turístico da localidade chamada de "cidade de pedra". O responsável pelas operações da rede Vila Galé no Brasil, José Bastos, e o deputado estadual Eduardo Salles, presidente da Frente Parlamentar do Setor Produtivo, integraram a comitiva.