Brumado: SESOC informa sobre ação de distribuição de alimentos nas localidades em situação de calamidade pública

Brumado: SESOC informa sobre ação de distribuição de alimentos nas localidades em situação de calamidade pública Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania de Brumado solicitou ao Governo Federal um total de 15 mil cestas básicas. Segundo a Secretária Ednéia Ataíde em contato com o Agora Sudoeste, trata-se da Portaria nº 618, de 22 de março de 2021, do Ministério da Cidadania referente a Ação de Distribuição de Alimentos nas localidades em situação de emergência ou estado de calamidade pública. Esse número (15 mil) foi baseado no levantamento das famílias em situação de vulnerabilidade que estão inseridas ou não no CAD Único do município. No entanto, segundo informações da Secretária, "o Prefeito Eduardo Vasconcelos esteve em Brasília, no Ministério da Cidadania, na semana passada, para cobrar a agilidade na entrega dessas cestas e foi informado que só serão disponibilizadas 25% do número de famílias que estejam no CAD Único e que seja comprovada a pobreza ou extrema pobreza de cada uma delas. Isso significa que o município receberá menos de 3 mil cestas básicas do Governo Federal, porém fomos informados de que o Ministério ainda está licitando a compra das cestas", disse. A Secretária informou que será um trabalho muito difícil, pois o grande número de famílias que estão necessitando desse benefício é muito além do que foi concedido pelo governo e, por isso, vai precisar ter muita cautela ao selecionar essas famílias, começando por identificar aquelas que já foram avaliadas pelo CAD Único, em situação de pobreza e extrema pobreza, e que não tenha alunos na rede municipal de ensino, já que essas foram beneficiadas recentemente com as cestas da Educação. "Vale ressaltar que essas listas serão devidamente assinadas pelos beneficiados onde inclui número do NIS (Número de Identificação Social) para comprovar que os mesmos têm registro no CAD Único e estão dentro do perfil, e a prestação de contas será feita ao governo federal".