Câmara de Vereadores de Brumado aprova admissibilidade/prosseguimento da denúncia para cassação do mandato do prefeito Eduardo Vasconcelos

Câmara de Vereadores de Brumado aprova admissibilidade/prosseguimento da denúncia para cassação do mandato do prefeito Eduardo Vasconcelos Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

A Câmara de Vereadores de Brumado votou, em sessão realizada na noite de segunda-feira (06), a admissibilidade/prosseguimento da denúncia para cassação do mandato do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos. Desde o início da sessão, várias pessoas se manifestaram contra e a favor do gestor municipal em frente a Casa Legislativa, alguns, inclusive,  portando faixas de apoio ao prefeito. Inciada a sessão, foi permitida apenas o acesso de 100 pessoas, em atendimento ao distanciamento social, demarcado nos assentos disponíveis aos populares. Inicialmente, o presidente da Casa, Leonardo Quinteiro Vasconcelos colocou em votação a exclusão de  todo o material do grande expediente e permanência apenas da pauta única de votação da admissibilidade/prosseguimento da denúncia, sendo aprovado por unanimidade a manutenção de pauta única. Em seguida, foi colocado em votação se o vereador Eduardo Vasconcelos, filho do prefeito, deveria ser excluído, ou não, da análise da admissibilidade/prosseguimento da denúncia. Votaram contra os vereadores Lia Teixeira, Santinho, Glaudson Dias e Zé Carlos de Jonas, sendo aprovado pelos demais que votaram a favor da exclusão do filho do prefeito. Na sequência, foi votado se o vereador Girson Ledo, suplente de vereador, deveria  convocado para assumir a cadeira para votação. Os mesmos vereadores votaram contra, mas a maioria optou pela convocação e Lêdo assumiu o posto durante a sessão. Após a vereadora Ilka Abreu ler o conteúdo da denúncia, o presidente do Legislativo explicou aos vereadores e público presente  que a votação seria aberta e nominal, por ordem alfabética, sendo necessário 2/3, ou seja 09 votos a favor, para que haja o recebimento da denúncia. Votaram A Favor - Ilka Abreu, Lek Cabeleireiro, Girson Lêdo, Elias Piau, Zé Ribeiro, Leonardo Vasconcelos, Palito, Rey de Domingão, Vanderley. Votaram Contra - Lia Teixeira, José Carlos de Jonas, Santinho, Glaudson.