BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"


Varíola dos macacos: calendário de vacinação deve sair nesta semana

Varíola dos macacos: calendário de vacinação deve sair nesta semana Foto - Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O Ministério da Saúde (MS) deverá saber nesta semana quando terá as primeiras vacinas disponíveis contra a varíola dos macacos. Segundo a representante da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) no Brasil, Socorro Gross, a fase de tratativas com o laboratório produtor da vacina terminaram, mas falta uma posição do laboratório sobre o calendário de entrega. “Esperamos ter o calendário das vacinas nesta semana”, disse ela. “Não temos como apresentar um calendário [de entrega de vacina] neste momento. Sabemos que uma parte das vacinas vai chegar em breve. Esperamos que o fornecedor nos especifique quando nós poderemos transportar a vacina para o Brasil”, disse ela, em coletiva de imprensa, no Ministério da Saúde. A aquisição dessas vacinas deve ser feita através da Opas, uma vez que o laboratório responsável por elas fica na Dinamarca e não tem representante no Brasil. Assim, o laboratório não pode solicitar o registro do imunizante junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e caso o país queira comprá-lo, a OPAS deve intermediar a transação.


Eleições 2022: TSE recebeu 12 registros de candidaturas para presidente

Eleições 2022: TSE recebeu 12 registros de candidaturas para presidente Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Termina nesta segunda-feira (15) o prazo para partidos políticos, federações e coligações solicitarem o registro de candidatas e candidatos aos cargos em disputa nas Eleições 2022. Até a manhã de hoje, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu 12 pedidos de registro de candidaturas para o cargo de presidente da República. Este ano, além de escolher o chefe do Poder Executivo, as brasileiras e brasileiros votam para governador, senador, deputado federal, deputado estadual ou distrital. O prazo se encerra às 8h para as candidaturas apresentadas pela internet, e às 19h, para a entrega de mídias com a documentação necessária diretamente no TSE – no caso dos candidatos a presidente – ou nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) – nos demais casos. A data está fixada no calendário eleitoral de 2022. Confira as informações dos candidatos por ordem alfabética: O Partido Democrático Trabalhista (PDT) encaminhou o registro de Ciro Gomes; O partido Novo apresentou o registro de Felipe D’Avila; A coligação ‘Pelo Bem do Brasil’ oficializou o registro do presidente da República, Jair Bolsonaro, candidato à reeleição; O partido Democracia Cristã (DC) oficializou o registro de José Maria Eymael; O partido Unidade Popular (UP) encaminhou o registro de Léo Péricles; A coligação ‘Brasil da Esperança’ oficializou o registro de Luiz Inácio Lula da Silva (PT); O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) oficializou o nome de Pablo Marçal; O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) apresentou o registro de Roberto Jefferson; A coligação Brasil para Todos apresentou o registro de Simone Tebet (MDB); O Partido Comunista Brasileiro (PCB) encaminhou o registro de Sofia Manzano; O partido União Brasil (União) protocolou o registro de Soraya Thronicke; O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) oficializou o registro de Vera Lúcia Salgado; Os registros ocorreram após a homologação dos respectivos nomes nas convenções partidárias realizadas pelas legendas. Os dados são enviados via CANDex, sistema desenvolvido pela Justiça Eleitoral exclusivamente para o registro de atas de convenções partidárias e de pedidos de registro de candidaturas.


Presidente do BC: inflação está alta, mas há sinais de estabilização

Presidente do BC: inflação está alta, mas há sinais de estabilização Foto - Wilson Dias / Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse hoje (15) que a inflação no Brasil está “bastante alta”, mas vê sinais de estabilização. Ele fez uma apresentação em evento online organizado pelo Instituto Millienium. Segundo Campos Neto, foram percebidos os efeitos das medidas do governo federal para conter os preços da energia elétrica e combustíveis. No entanto, no setor de serviços os preços ainda continuam subindo. “A gente vê preços administrados caindo, um pouco pelas medidas. Mas serviços ainda está subindo. Parece que está estabilizando um pouco. Serviços é superimportante para a dinâmica da inflação”, ressaltou. Em julho, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou deflação de 0,68%, a menor taxa da série histórica, iniciada em 1980. No acumulado do ano, o índice medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ficou em 4,77% e em 12 meses em 10,07%. O presidente do Banco Central destacou ainda que a inflação no país é principalmente um reflexo do cenário internacional. “A gente entendeu que essa inflação mundial ia contaminar o Brasil. A gente teve algumas que foram particulares do Brasil, como a crise hídrica e alguns processos inflacionários de alimentos que foram intensos no Brasil, que conseguiram agravar a parte de alimentos”, disse. De acordo com Campos Neto, um dos fatores que levou ao aumento generalizado de preços foi o crescimento da procura por diversos produtos para além da capacidade produtiva do momento. “Quando a gente achava que o gargalo estava acontecendo por oferta, a gente viu que não, estava acontecendo por demanda”, disse. Porém, segundo Campos Neto, as cadeias de produção já se ajustaram ao novo patamar de demanda. “Teve um ajuste grande na produção em algumas coisas. Semicondutores, por exemplo, ajustou muito a produção”, disse em referência aos componentes que, em falta, causaram grandes dificuldades a diversos segmentos industriais, como as montadoras de automóveis.


Termina hoje prazo para prefeituras fazerem cadastros no Bem-Taxista

Termina hoje prazo para prefeituras fazerem cadastros no Bem-Taxista Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Termina hoje (15) o prazo dado às prefeituras para fazerem o cadastro dos profissionais que poderão receber o benefício emergencial Bem-Taxista. O benefício será concedido aos taxistas até dezembro para compensar a elevação do preço de combustíveis e derivados. O auxílio emergencial começará a ser pago amanhã (16). Serão seis parcelas R$ 1 mil, “observadas a quantidade de taxistas elegíveis e o limite global disponível para o pagamento do auxílio”, conforme informado pelo Ministério do Trabalho. Com isso, o valor final dependerá da quantidade de taxistas que demandarem o benefício. Caso haja mais taxistas que o previsto, o valor para cada um ficará menor. As parcelas de julho e agosto serão pagas juntas, e a terceira parcela, em 30 de agosto. Têm direito ao benefício motoristas de táxi registrados nas prefeituras, titulares de concessões ou alvarás expedidos até 31 de maio. Segundo o ministério, a prestação das informações caberá inteiramente às prefeituras (ou ao governo do Distrito Federal, no caso da capital federal), não sendo necessária qualquer ação por parte dos taxistas. Em caso de dúvidas, o motorista deve entrar em contato com a prefeitura para verificar o cadastro municipal.


Petrobras anuncia redução de R$ 0,18 na gasolina para distribuidoras

Petrobras anuncia redução de R$ 0,18 na gasolina para distribuidoras Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

A Petrobras vai reduzir amanhã (16) o preço de venda da gasolina A para as distribuidoras de combustível em R$ 0,18. O reajuste foi informado no início da tarde de hoje (15) pela estatal. Com a redução, o litro da gasolina vendido pela Petrobras deixará de custar R$ 3,71 e passará a custar R$ 3,53, em uma queda de cerca de 4,8%. A empresa afirma que "a redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio". Como a gasolina vendida nos postos de combustível recebe mistura obrigatória de 27% de etanol anidro, a Petrobras calcula que a sua parcela no custo final da gasolina paga pelos motoristas passará a ser de R$ 2,57 para cada litro.


Pesquisa BTG/FSB: Lula tem 45% e Bolsonaro, 34%; Ciro, 8% e Simone 2%

Pesquisa BTG/FSB: Lula tem 45% e Bolsonaro, 34%; Ciro, 8% e Simone 2% Foto - Divulgação

Conforme levantamento encomendado pelo Banco BTG Pactual, feito pelo Instituto FSB, o qual ouviu 2 mil pessoas, entre os dias 12 e 14 de agosto, por telefone, o ex-presidente Lula (PT) tem 45% das intenções de voto na disputa pela Presidência da República nas eleições de 2022. Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, manteve os 34% das preferências da última pesquisa divulgada há uma semana. Em terceiro lugar aparece Ciro Gomes, do PDT, 8%, seguido por Simone Tebet, do MDB, 2%. Felipe D’Avila, do Novo, Soraya Thronick, do União Brasil, José Maria Eymael, do DC, Vera Lúcia, do PSTU, Sofia Manzano, do PCB, Leonardo Pericles, do UP, Pablo Marçal, do Pros, e Roberto Jefferson, do PTB, não pontuaram. Brancos, nulos ou nenhum dos candidatos somam 6% e os indecisos são 2%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos é o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE com o número: BR-00603/2022. 


Caixa paga Auxílio Brasil a beneficiários com NIS de final 5

Caixa paga Auxílio Brasil a beneficiários com NIS de final 5 Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

A Caixa Econômica Federal paga hoje (15) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 5. Essa é a primeira parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional. A emenda constitucional também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. Com isso, o total de beneficiários atendidos pelo programa sobe para 20,2 milhões a partir deste mês. O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.


Bahia vence o Ituano por 2x0

Bahia vence o Ituano por 2x0 Foto - Felipe Oliveira / E.C. Bahia

O Bahia derrotou o Ituano por 2 a 0, na noite desta sexta-feira (12) na Fonte Nova, em Salvador, e assumiu a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Porém, o Tricolor ainda pode perder a posição no próximo sábado (13), quando o terceiro colocado Grêmio pega o CRB. Após este triunfo, o Tricolor baiano alcançou os 43 pontos, nove a menos do que o líder Cruzeiro, que mede forças com a Chapecoense no próximo sábado (13). Já o Galo de Itu é o nono colocado com 30 pontos.


Vitória confirma arrancada e avança à fase de playoff após vencer com o Barradão lotado

Vitória confirma arrancada e avança à fase de playoff após vencer com o Barradão lotado Foto - Divulgação

Com campanha invicta nos últimos oito jogos, cinco vitórias e três empates, o Leão carimbou neste sábado (13) a classificação, que muitos achavam impossível, para a fase de playoff do Campeonato Brasileiro da Série C. Bateu o Brasil de Pelotas (RS) por 3 a 1 no Barradão e fechou a primeira fase na 7ª colocação. A torcida mais uma vez promoveu uma festa inesquecível no Barradão e o time retribuiu com outra bom desempenho. O garoto Marco Antônio, revelado na base, saiu consagrado de campo: marcou dois gols, ambos de cabeça. O artilheiro Rafinha deixou o seu – oitavo gol em 13 jogos. O Vitória alcançou 30 pontos ganhos, oito vitórias e saldo positivo de sete gols. Foi beneficiado com a derrota do Remo para o Botafogo (SP) em Ribeirão Preto. O Rubro-Negro e a Aparecidense ficaram com as duas últimas vagas.


Decreto regulamenta crédito consignado no Auxílio Brasil

Decreto regulamenta crédito consignado no Auxílio Brasil Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que regulamenta as concessões de empréstimo consignado a beneficiários do Programa Auxílio Brasil. O texto foi publicado hoje (12) no Diário Oficial da União. O Ministério da Cidadania ainda editará normas complementares para o início das operações e será o responsável pela retenção dos valores autorizados pelo beneficiário do programa e pelo  repasse à instituição financeira consignatária. O crédito consignado é aquele concedido pelas instituições financeiras com desconto automático das parcelas em folha de pagamento do salário ou benefício. Os beneficiários do Auxílio Brasil poderão fazer empréstimos de até 40% do valor do benefício e autorizar a União a descontar o valor da parcela dos repasses mensais. De acordo com o decreto, a responsabilidade sobre a dívida “será direta e exclusiva do beneficiário. A União não poderá ser responsabilizada, ainda que subsidiariamente, em qualquer hipótese”. “Na hipótese de o valor das consignações contratadas ultrapassar, de forma isolada ou combinada com consignações anteriores, o limite máximo previsto em lei, serão descontadas prioritariamente as parcelas relativas aos contratos mais antigos”, diz o decreto. Nesse caso, será permitido o desconto parcial até o limite estabelecido. A lei que autorizou a concessões de empréstimos e financiamentos no âmbito do Auxílio Brasil foi publicada no último dia 4 de agosto. A partir deste mês, até dezembro, o valor do benefício passou de R$ 400 para R$ 600.