B. DA ESTIVA: SUPOSTA COMPRA DE VOTOS SERIA ARMAÇÃO

B. DA ESTIVA: SUPOSTA COMPRA DE VOTOS SERIA ARMAÇÃO Adriano Pires 'Dinho', candidato a prefeito de Barra da Estiva, com o apoio da atual prefeita Ana Lúcia. (Wilker Porto | Brumado Agora)

Nessa terça-feira (25) ocorreu a audiência de instrução da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) onde a atual prefeita de Barra da Estiva, Ana Lúcia e os candidatos Adriano Pires 'Dinho' e Eliene Machado são acusados de compra de voto. O advogado de defesa, Dr. Ubirajara Gondim de Brito Ávila (na foto), explicitou que as testemunhas de acusação foram demasiadamente contraditórias e que inclusive foi requerido ao Juiz o envio de cópias das atas para o Ministério Público Estadual (MPE) com intuito de instauração de procedimento para apuração de eventual crime de falso testemunho por parte das testemunhas de acusação e que, efetivamente, tanto pelas imagens do vídeo acostado aos autos, como dos próprios depoimentos colhidos, restou comprovada a inexistência de captação ilícita de sufrágio, elogiando ainda o advogado a postura do Promotor e do Juiz Eleitoral na condução da audiência, concluindo que confia plenamente na Justiça Eleitoral, destacando ainda o forte apoio da população de Barra da Estiva ao candidato Dinho como é conhecido Adriano Pires.

B. DA ESTIVA: SUPOSTA COMPRA DE VOTOS SERIA ARMAÇÃO Advogado de defesa, Dr. Ubirajara Gondim de Brito Ávila. (Foto: Divulgação