Conquista: condenado a 30 anos de prisão em 2016, homem que matou pastora e sobrinha é absolvido em nova audiência

Conquista: condenado a 30 anos de prisão em 2016, homem que matou pastora e sobrinha é absolvido em nova audiência Foto - Reprodução / Ag. Sudoeste Digital

Nesta quarta-feira (06), Adriano Silva dos Santos, que foi condenado a 30 anos de prisão em 2016 por matar a pedradas a pastora Marcilene Oliveira Sampaio e a sobrinha dela, Ana Cristina Santos Sampaio, em Vitória da Conquista, foi absolvido em novo julgamento do caso. De acordo com informações do G1, o referido passou por novo júri no Fórum de Vitória da Conquista, após ter o primeiro julgamento anulado, a pedido da defesa. Ele era acusado de coautoria dos homicídios e de porte ilegal de arma de fogo, porém foi inocentado de todos os crimes. A promotoria recorreu da nova decisão. A sessão de julgamento foi presidida pelo Juiz de Direito Reno Viana Soares. Atuaram na defesa de Adriano os defensores públicos Ana Luiza Brito e Gustavo Vieira Soares. Na acusação atuou o promotor de Justiça José Junseira Almeida de Oliveira.