Brumado: vereadora Ilka Abreu defende regularização menos custosa para a classe do transporte alternativo

Brumado: vereadora Ilka Abreu defende regularização menos custosa para a classe do transporte alternativo Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Com o agravamento das regras para o setor do transporte alternativo, após a sanção da Lei  federal nº 13.855/19, reabriu a discussão a respeito da regulamentação da atividade sem afetar o meio de sobrevivência desses trabalhadores. "Diante da importância que o setor detém no transporte de passageiros, principalmente em nosso município, pois não temos transporte público, além de possuir somente uma empresa operando no transporte intermunicipal de passageiros, é necessário avaliar a forma menos prejudicial para a categoria. Posto isso, sou totalmente a favor da regularização menos custosa para a classe do transporte alternativo, visto que todos esses trabalhadores e trabalhadoras precisam continuar exercendo a profissão de forma segura, prosseguindo com o serviço que presta com zelo e dedicação", disse a vereadora Ilka Abreu.