Comandante do CPR Sudoeste Coronel Ivanildo comenta mudança de comando da 34ªCIPM

Comandante do CPR Sudoeste Coronel Ivanildo comenta mudança de comando da 34ªCIPM Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Este em Brumado nesta quinta-feira (08), durante a solenidade de passagem de comando da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (34ª CIPM), o Coronel IvanildoSilva, comandante do Policiamento Regional do Sudoeste (CPRS). Em entrevista a imprensa, o Coronel falou sobre as trocas de comando que acontecem em diferentes companhias do interior da Bahia e do trabalho desenvolvido pelo Major Souza Dias, “Quando se renova, as coisas melhoram. O comando da Polícia Militar da Bahia precisa em tempos revitalizar os comandos das unidades para que haja uma oxigenação. Em Brumado, o Major Dias foi agraciado e está indo para uma companhia da Caatinga e o Major Cabral vai estar dando continuidade ao trabalho que foi realizado pelo Major Dias. O Major Dias construiu aqui em Brumado e região uma polícia mais forte, próxima a comunidade, uma polícia que está presente diariamente, uma polícia que não faz só segurança pública, como também ações sociais, pois a polícia e a comunidade precisam estar presentes, para nós possamos transformar o nosso país”.

Comandante do CPR Sudoeste Coronel Ivanildo comenta mudança de comando da 34ªCIPM Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

Sobre o projeto que visa levar as escolas municipais algumas das diretrizes dos colégios militares, o Coronel destacou que “ Polícia Militar, em parceria com o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal de Brumado, visa a melhoria e as melhores ações para se chegar as escolas. De que forma? Com o policial militar presente, não para coibir as ações das crianças, mas sim para que estas crianças e adolescentes tenham no aprendizado um pouco de disciplina e respeito, que é o que precisamos na escola”. Sobre a possibilidade de novos policiais serem integrados a 34ª CIPM após a formação que está em andamento, com expectativa de formatura para fevereiro, Silva destacou que assim que estes policiais estiverem a disposição do comando, será feita distribuição, visando sanar, ou pelo menos amenizar, a falta de efetivos das companhias.