Artigo: Secret - o aplicativo da discórdia

Artigo: Secret - o aplicativo da discórdia

Um dos aplicativos de celular febre entre os adolescentes é o “Secret”. Ele promete uma rede social onde qualquer um possa publicar um “segredo” de forma anônima ou, secreta, como o próprio nome sugere. O problema é quando pessoas mal intencionadas utilizam do anonimato para publicar ofensas a terceiros ou fatos inverídicos. Inúmeras pessoas já se queixaram de calúnias, injúrias e difamações propagadas contra si por terceiros que somente queriam denegri-las e se utilizaram do “Secret” para ficarem anônimas. Mas, esse anonimato não pode ser considerado absoluto. Pelas leis brasileiras, é livre o direito de expressão, vedado o anonimato, conforme explícito na própria Constituição Federal. Valendo-se dessa premissa, chovem ações contra a “Secret” e contra o “Google”, quem hospeda o aplicativo. Tais ações buscam a proibição da disponibilização do aplicativo, bem como que sejam informados os dados dos usuários que publicaram as ofensas. Isso porque pode ficar registrado pelo aplicativo, e consequentemente pelo Google, o número do telefone, e-mail e localização da pessoa que publicou algum comentário. Especialistas na área de informática dizem que qualquer acesso à internet deixa um “rastro digital”, portanto, é plenamente possível se localizar qualquer mensagem enviada. Assim, cuidado: pense duas vezes em comentar qualquer fato junto ao “Secret” apostando no anonimato, pois os seus dados podem ser descobertos judicialmente, com a consequente responsabilização civil (pagamento de indenização) e criminal.