Brumado: CDL diz não ser o momento para reabertura do comércio 'vamos superar esta situação da melhor maneira possível, sem sacrificar vidas e pessoas'

Brumado: CDL diz não ser o momento para reabertura do comércio 'vamos superar esta situação da melhor maneira possível, sem sacrificar vidas e pessoas' Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brumado, Manoel Messias se reuniu com o secretário municipal de saúde, Cláudio Feres, e representantes da prefeitura para tratar sobre a possível reabertura do comércio. Ao presidente da entidade, foi apresentando um relatório, o qual mostra  que os casos em Brumado não atingiram a curva prevista pelas autoridades de saúde e, embora muitos queiram a reabertura do comércio, as previsões ainda são de isolamento. Ressaltou -se que a cidade não teve  ainda o pico da epidemia, sendo necessária prudência, em isolamento, devido ao número de casos e a falta de exames para que se chegue ao número exato de infectados. Frisou-se durante a reunião que é preciso diminuir o número de circulação de pessoas nas ruas, o que não tem acontecido com efetividade em Brumado, sendo uma situação preocupante.

Brumado: CDL diz não ser o momento para reabertura do comércio 'vamos superar esta situação da melhor maneira possível, sem sacrificar vidas e pessoas' Foto - Wilker Porto / Agora Sudoeste

"É preciso segurarmos a reabertura dos comércios. Eu sei que é difícil, eu também sou empresário, minha loja está fechada, é muito difícil para a gente. No comércio, a gente vai sentir a dificuldade, eu posso até fechar a minha empresa, mas no futuro eu posso ter condições de reabri-la, trabalhar e superar a fase, vida não. É um momento em que devemos ter mais cautela e nos prevenir para que a situação não venha a ser diferente e a gente tenha que se manter fechado porque o número de mortes são grandes. Peço a todos do comércio cautela , com fé em Deus vamos superar esta situação da melhor maneira possível, sem sacrificar vidas e pessoas do nosso comércio", disse o presidente da CDL.