'Captação de água da Embasa é uma gambiarra de 30 anos', diz site

'Captação de água da Embasa é uma gambiarra de 30 anos', diz site Foto - Reprodução / O Mandacaru da Serra

A população de Livramento de Nossa Senhora foi afetada nos últimos dias pela falta de água.  A prestação do serviço de abastecimento é de responsabilidade da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) que, segundo reportagem do O Mandacaru da Serra, é a responsável pelo problema, principalmente por dois fatores:  retenção da água na Barragem Luís Vieira, que fica em Rio de Contas, sendo liberada apenas dois dias por semana, para irrigação, e defasagem do sistema de abastecimento da empresa, o qual se tornou obsoleto, como alertou a Agência Nacional de Água (ANA), em 2005, sendo necessária uma ampliação, recomendada pela agência, porém, não realizada. De acordo com a reportagem, a  Embasa capta água através de uma “gambiarra”, sem nenhuma sustentabilidade, em espaço cedido pelo DNOCS, na barragem de derivação  integrante do Perímetro Irrigado Brumado, inaugurado há 30 anos. Os tubos têm como base uma improvisada tapagem de pedra e cimento. Um deles, que leva água para o Distrito de Itanajé, possuiu uma extensão de plástico amarrado com uma corda, para driblar a queda do nível da água. A reportagem cita ainda que há roubos e desvios de água entre a barragem e o ponto de captação, que não são combatidos pela Embasa. Há, inclusive, a denúncia de que um empresário ocupou o leito de um rio, a pretexto de limpá-lo,  no trecho logo acima da Cachoeira do Fraga, em Rio de Contas, mas se apropriou do espaço,  bloqueando o filete de água que ainda descia para Livramento e região, devastou vegetação ciliar e montou o balneário, em área de preservação. No último dia 16 de setembro, o local foi visitado pelo Controlador Geral da Prefeitura de Livramento, Jânio Soares Lima, que constatou o desvio total da água e denunciou o fato, solicitando providências junto aos órgãos ambientais.