Policiais militares realizam assembleia nesta quarta (11) para discutir 11 pontos da pauta de reivindicações

Policiais militares realizam assembleia nesta quarta (11) para discutir 11 pontos da pauta de reivindicações

Na tarde desta quarta-feira (11), a partir das 15h, os policiais militares da Bahia se reúnem na sede do Clube Adelba, em Salvador, para assembleia que discutirá as pautas de reivindicações da categoria. O encontro vai acontecer na sede do Clube Adelba, atrás do Shopping Paralela, a partir das 15h. Em entrevista ao Correio da Bahia, o coordenador regional da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), Augusto Júnior, declarou   que 11 pontos integram a lista das reivindicações, e destacou a construção de um plano de carreira, de um código de ética e a reforma do estatuto da corporação como os pontos principais do encontro. As reivindicações são: Melhorias do Planserv;  Cumprimento do acordo de 2014; Solução para os problemas do novo sistema RH; Reforma do Estatuto; Código de Ética; Periculosidade; . Auxílio Alimentação;  Reajuste da CET; Plano de Carreira; Cumprimento de ordem judicial e Isenção de ICMS para Aquisição de Arma de Fogo para PMs e BMs. Ainda segundo Augusto, o acordo tratava de questões como a equiparação no pagamento das gratificações, o pagamento de periculosidade para os policiais militares, e isenção de ICMS para aquisição de arma de fogo para PMs e Bombeiros Militares, entre outros pontos. Atualmente, a corporação tem cerca de 32 mil policiais. Na segunda-feira (09), representantes da Aspra estiveram no Ministério Público Federal (MPF), no Ministério Público da Bahia (MP-BA), e no Tribunal de Justiça da Bahia (T-BA) para pedir a intermediação desses órgãos na negociação da categoria com o governo do estado. Os policiais afirmaram que encaminharam dois ofícios nos últimos dois meses pedindo uma reunião com o governo, mas que não tiveram resposta. Procurada, a Secretaria Estadual da Administração (Saeb) ainda não se pronunciou.