Resistência de colegas da Casa e adversários de outros partidos podem barrar a escolha de Nelson Leal para presidência da AL-BA

Resistência de colegas da Casa e adversários de outros partidos podem barrar a escolha de Nelson Leal para presidência da AL-BA

Durante reunião, o vice-governador João Leão, que lidera o Partido Progressista na Bahia, disse que Nelson Leal (PP) será o candidato da legenda para o comando da Casa Legislativa. Ressaltou, que a sigla aposta em 18 apoios ao partido para vencer o pleito e a resistência de colegas de AL-BA a Leal.  De acordo com informações do Bahia Notícias, a notícia, porém, foi aceita a contragosto por Aderbal Caldas, interessado na presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).  Ele acredita ter mais condições de se eleger como sucessor de Angelo Coronel (PSD) e estava disposto a testar a hipótese. “Na reunião, sugeri a Leão que a gente submetesse ao colegiado do partido o meu nome e o de Leal para recolhermos assinaturas. Foi uma das propostas minhas para ver quem teria mais aceitação, mas a proposta foi negada. Modéstia minha, mas o meu nome tem muito mais aceitação. Eu não tenho atrito e nenhum deputado iria se opor em votar em mim”, disse o deputado ao Bahia Notícias. Para tornar Leal possível, o PP ainda vai precisar enfrentar adversários de outros partidos da base de Rui Costa que desejam a cadeira de presidente, como também a resistência de colegas da Casa.