Criatividade para reduzir despesas e enfrentar as turbulências econômicas e políticas

Criatividade para reduzir despesas e enfrentar as turbulências econômicas e políticas Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Por Carlos Prates

 

Os especialistas afirmam e já estamos sentindo na pele os efeitos maléficos do baixíssimo crescimento do PIB – Produto Interno Bruto de 2014 e o agravamento da situação econômica nos primeiros três meses de 2015. Creio que iremos necessitar fazer muita economia e reduzir despesas, bem como segurar com unhas e dentes os empregos. Para tal, precisaremos de criatividade, motivação, apoio familiar e uma boa pitada de sorte. Assim, relacionamos algumas dicas para estimular a criatividade. Avalie o que pode ser útil para a sua vida pessoal e profissional: 1)     Faça um plano de ação, em conjunto com os seus familiares, objetivando analisar  o orçamento doméstico (receitas e despesas), o que fazer para aumentar as receitas e diminuir as despesas; 2)     Idem, para avaliar como está o seu emprego e dos seus familiares, quais as oportunidades e ameaças, com a possibilidade de piora da situação econômica do país; 3)     Aprimore a sua capacidade de leitura e busque mais notícias relacionadas à economia e a sua atividade profissional; 4)     Veja de que maneira você poderá contribuir para que a sua empresa economize e aumente as vendas. Isso sinalizará para os seus chefes o quanto você está comprometido; 5)      Faça anotações e tenha sempre em mãos, papel, caneta e lápis. Pesquisas afirmam que tendemos a esquecer mais de 80% do que julgamos lembrar. Quantas mensagens você recebe por dia? Não confie somente na memória. Use também a memória do seu computador, agenda, caderninho e tudo que for necessário; 6)     Quando estiver diante de situações difíceis, busque a calma e depois parta para a solução. Ataque os seus  problemas de maneira ordenada. Tem um ditado popular que afirma: “ao descobrir qual é o problema, você já encontrou  metade da solução”. Se  você definir erroneamente o problema, as soluções serão ineficazes. 7)     Sempre que possível,  tenha atitudes positivas e otimistas. Nenhuma crise econômica, por mais difícil que seja, será para sempre. Alguns economistas falam que em 2016 a mesma será amenizada. Pelo sim e pelo não, tenha um plano que contemple até 2017. 8)  Escolha um lugar para pensar  alguns minutos por dia. Há pessoas que preferem o quarto, outras, o banheiro; quando estão caminhando, fazendo amor, ouvindo música, na internet, dançando, cozinhando, dirigindo. E você, quais os seus locais preferidos? Durante a minha vida eu já enfrentei muitas crises econômicas e situações turbulentas. Creio que o atual momento é muito difícil, pois envolve aspectos políticos, moral, ético e tudo isso está contaminando a economia e a confiança de todos nós que fazemos parte do imenso Brasil. Vamos pensar e agir com autoconfiança, sem perder de vista os fatos reais. Outro aspecto relevante é cobrar ações eficazes dos políticos, pois grande parte do que está ocorrendo na economia foi consequência de má gestão administrativa e corrupção, muita corrupção!