PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DECIDEM MANTER GREVE

PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DECIDEM MANTER GREVE Professores farão uma nova assembleia para avaliar os rumos da greve (Foto/Reprodução: APLB)

Em uma assembleia realizada na manhã desta terça-feira (12), os professores da rede estadual decidiram manter a greve da categoria, que entra no seu 63º dia. Segundo o diretor de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Nivaldino Félix de Menezes, não houve acordo entre os professores e o governo do Estado. A categoria reivindica o pagamento do aumento pleiteado de 22% ao longo de 2012, desde que este valor seja válido para todos os professores - de todos os níveis, incluindo aposentados e probatórios. De acordo com Marilene Betros, diretora de assuntos jurídicos da APLB, os professores também querem a revogação da lei que transforma o vencimento dos docentes não licenciados em subsídio, aprovada na Assembleia Legislativa em abril, e o pagamento dos salários cortados. Depois da assembleia, os professores da rede estadual saíram em passeata da Assembleia Legislativa, no CAB, até a sede da Secretaria de Educação. Os grevistas entraram na sede da secretaria e cantaram músicas de protesto pelos corredores durante cerca de 20 minutos. Ainda de acordo com Nivaldino, uma nova assembleia para avaliar os rumos da greve está marcada para a próxima terça-feira (19). Outras ações da categoria também estão marcadas para esta semana - entre eles um ato político na praça em frente ao Shopping Iguatemi. Informações Correio da Bahia.