BUSCA PELA CATEGORIA "Artigo"


Artigo: Sou professor e essa é a minha MISSÃO!

Artigo: Sou professor e essa é a minha MISSÃO! Foto: Divulgação

Hoje acordei com um sentimento de alegria, na verdade foi quase que como saltar da cama, com um impulso de querer começar logo o meu dia, e sabe o porquê de tanto entusiasmo? Porque começo uma nova fase na minha vida e nada melhor do que fazer aquilo que você está predestinado a fazer. Desde criança sempre tive um sentimento de querer ajudar as pessoas, tanto que logo cedo já descobri que trabalharia na área da saúde. Sempre tive essa vontade de querer entender as pessoas para ajudá-las, ouvindo-as compreendia suas dores, e buscava dar o melhor de mim. Com tudo o que ouvia e observava, aprendi que cada ação tem uma reação e com isso ia trilhando o meu caminho. Desde 1996 sempre estive envolvido com algo que agregasse valor as outras pessoas. Sempre foi assim e nada mudou. Fazer parte disto está intrinsecamente em mim. Em 2005 tornei-me professor, comecei a dar aulas e gostei, tive a sensação gostosa do que é poder passar experiências e conhecimentos e vibrar quando o aluno aprendia aquilo que eu ensinei. Logo pensei, preciso juntar as duas coisas: Saúde e Educação, e a própria vida jogou-me para o curso de Educação Física da Universidade Católica de Brasília. Com a educação física é possível realizar sonhos. É bem verdade que muitos matriculam em uma academia com interesse em emagrecer e eu sei que a maioria está pensando em ter aquele ¨shape¨ perfeito, mas sabe qual é a realidade? Vou contar uma história: Imagine uma pessoa que passa por problemas conjugais, que se olha no espelho e não se sente bem com o que vê, sente um vazio, tristeza. Mas ela decide matricular-se em uma academia e chegando lá o professor pergunta “qual o seu objetivo?” E ela prontamente responde: “emagrecer”. Pois bem, na realidade, o objetivo dela está além de perder uns quilinhos. Muitos buscam algo mais profundo e duradouro do que os efeitos no corpo, muita gente está em busca de sentir-se bem consigo mesma, melhorar a sua autoestima, ser aceita, ser reconhecida pelo esforço e dedicação e melhorar as relações sociais e afetivas. É bom demais poder fazer parte da caminhada de alguém, ver seu crescimento. Minha profissão é assim, tenho a oportunidade de acompanhar centenas de pessoas, e vibrar com aquelas que estão firme em seu propósito, pois estas tem em mim um aliado nas lutas diárias. Ter clareza do seu propósito faz a vida ter mais sentido, caso contrário, esta se torna vazia, o que quer dizer não viver e apenas ver o tempo passar. Sou professor e essa é a minha MISSÃO! (Valter Carvalho, Educador Físico - CREF 8022 G/BA )


Artigo: Somos grandes; podemos mais

Artigo: Somos grandes; podemos mais Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Ser campeão baiano sempre é muito bom. Sobre o rival é melhor ainda. Mas a festa poderia ser ainda mais grandiosa. O público pagante em cada um dos jogos decisivos foi de 20 mil. O que poderíamos fazer para este público fosse melhor? Convencimento? Valorização? Será que todos os valores desta atividade econômica estão engajados e entendem a importância de produzir um entretenimento com intensa emoção e paixão? Hoje tenho a consciência que, se todos se unirem com este objetivo, teremos força suficiente para transformar ainda mais estão paixão em um grande negócio para todos os envolvidos e, consequentemente, teremos times mais fortes e competitivos. O fortalecimento da região Nordeste no futebol brasileiro é evidente e quem nega essa evolução não quer enxergar o óbvio. Mas ainda falta maior envolvimento e empenho de todos os atores neste mercado tão peculiar, o da bola.

O futebol baiano e nordestino tem muito potencial, mas é pouco explorado. Temos torcidas apaixonadas, que consomem o produto futebol o tempo inteiro: no estádio, pela TV, mídias sociais, produtos oficiais. no entanto, a proporção de torcedores/sócios entre os maiores clubes da região ainda é muito baixa. mas acreditamos em uma tendência de crescimento.

O sucesso da Copa do Nordeste, torneio regional mais bem resolvido do país, é a chave para o sucesso. Que bom que estamos de Volta! O crescimento dos clubes passa pela consolidação da competição, que precisa ter mais datas, de preferência nos finais de semana. Aqui temos uma grande oportunidade de ser criativo e buscar uma copa mais competitiva e rentável. Acredito em um modelo que possa melhor ser vendido para todos e que trarão resultados financeiros para a região. Consequentemente, teremos times mais fortes nas competições nacionais. Apresentaremos, em breve, para as entidades envolvidas um modelo e esperamos ser no mínimo ouvidos.

Vitória, Santa Cruz e Sport entram no Brasileirão com desconfiança pela imprensa nacional, apesar de serem clubes estruturados, com equipes bem montadas, técnicos de ponta e estádios próprios, somos apenas três, mas poderíamos ser mais. A diferença das cotas de TV pagas aos clubes no cenário nacional é absurda e a sobrevivência dos nossos só será possível através de muita criatividade e a valorização das divisões de base, além de assumirmos riscos inerentes destes orçamentos.

Me chateia quando ligo a TV e vejo o noticiário nacional, ao debater o título na Arena Fonte Nova, se referir ao Vitória como leão da Ilha. Inacreditável. E olha que são veículos de credibilidade, líderes entre os canais fechados. Onde está a profundidade na análise? Não podemos ficar implorando mais espaço no noticiário nacional, mendigando que os nossos gols na rodada tenham um pouco mais de atenção.

A mídia baiana merece um parágrafo especial. Este vetor talvez seja o mais importante na cadeia de produção do nosso entretenimento. Apesar de novos profissionais terem oxigenado a crônica local, ainda impera por aqui a mania de explorar assuntos vazios, a cobrança descabida, o sensacionalismo tolo. Vamos motivar o nosso público, enriquecer a indústria do futebol local e criar uma onda positiva. Essa onda pode trazer a sustentabilidade para nossos clubes, que são sócios torcedores. Estes sim, podem fazer a diferença a partir da conscientização de que a forma do clube ter grandes jogadores será através desta associação, independente do acesso aos estádios.

Minhas palavras finais vão para você, torcedor do Vitória: acredite mais, torça mais, se associe mais, vibre mais, vá ao estádios mais, se orgulhe mais e viva mais. Somos grandes. Podemos ser maiores. Yas, we can. Manoel Matos é vice-presidente do Vitória. O artigo foi publicado no Jornal Correio da Bahia.

CONTINUE LENDO

Artigo: De guardião a algoz da Constituição em uma tarde

Artigo: De guardião a algoz da Constituição em uma tarde Foto: Divulgação

Na conjectura pós-moderna, crescente ainda a inversão de valores predeterminados em uma Constituição de um Estado Democrático de Direito, que elenca em seu rol princípios e direitos fundamentais que ainda carecem de identidade, reconhecimento e implementação.

Não é contrassenso pensar que uma sociedade que prevê em sua Carta Política o direito de que “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória”, ainda possui uma população “raciocinando” de uma forma que antevê a promulgação dos direitos e garantias fundamentais em sua Carta Constitucional.

 

Forçoso reconhecer que o povo brasileiro é influenciado pelas mídias sensacionalistas, acreditando, quando não levantam a hipótese da pena de morte, que a solução para conter a criminalidade é colocar no cárcere todos que infrinjam as leis, elevando o status desses supostos criminosos para verdadeiros inimigos da sociedade que não merecem sequer um julgamento justo e com todas suas garantias constitucionais asseguradas.

Entretanto, o motivo de grande preocupação é que demasiadamente aqueles que são os responsáveis por assegurar as garantias constitucionais estão cedendo cada vez mais a vozearia dos integrantes sociais, e agora chegou a vez do Supremo Tribunal Federal.

O STF, na última quarta-feira (17/02 - HC 126.292), decidiu ser cabível a execução provisória da pena antes do trânsito em julgado da sentença penal condenatória quando houver decisão de segundo grau ratificando as condenações criminais. Nestes casos, os condenados em sede de primeiro grau que tiverem sentenças condenatórias confirmadas em segunda instância poderão cumprir pena antecipadamente.

Até o julgamento, aqueles com sentença condenatória confirmada em segundo grau poderiam recorrer em liberdade, valendo-se de recursos especiais, extraordinários ou Habeas Corpus, com 25% de chances de reverter a decisão em Brasília, conforme os dados citados pelo Ministro Gilmar Mendes.

Mantendo o devido respeito ao Supremo, mas inegável é o fato de que o Estado Democrático de Direito sofreu mais uma significativa perda em termos de garantia processual penal, visto que a decisão da Suprema Corte modificou o entendimento jurisprudencial que prevalecia no Tribunal desde 2009, oportunidade na qual o Plenário asseverou a literalidade do art. 5º, inciso LVII, da Constituição Federal, reforçando a presunção de inocência até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória.

Agora, com essa reviravolta, os condenados com sentenças confirmadas em segundo grau de jurisdição poderão ser levados ao cárcere para cumprirem pena que ainda estão em discussão. Uma lástima!

No entanto, o que causou estranheza foi utilização da clemência popular como um dos argumentos para embasar os votos.

Em que pese ser alarmante a vontade da sociedade brasileira em ver todos os que infringiram às normas enclausurados em um sistema penal totalmente arruinado, é ainda mais preocupante o STF endossar esse pensamento.

O Supremo deve abster-se em proferir condenações pelo simples fim de calar a sociedade, fazendo valer, além do princípio da presunção de inocência, todos os outros conquistados e solidificados na Constituição Federal, uma vez que é o guardião desta.

Por fim, logrando que busquem uma reflexão ainda maior, encerro parafraseando Montesquieu: “quando a inocência dos cidadãos não é garantida, tampouco o é a liberdade”.

 

JOÃO RAFAEL AMORIM - Advogado Criminalista, pós-graduando em Ciências Criminais.

CONTINUE LENDO

Artigo: Você tem um plano de metas?

Artigo: Você tem um plano de metas? Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Um novo ano se aproxima e as esperanças se renovam. É tempo de fazer uma avaliação do que foi conquistado em 2015 e traçar novas metas para 2016. Sugerimos que leia e releia este breve artigo e debata as ideias com os seus familiares. "Meta é caminho ou o passo a passo para se chegar a um objetivo. É um marco, um limite, um desafio, algo que se pode realizar, uma etapa a ser atingida dentro de um objetivo, no seu topo ou em parte. Uma ou mais metas podem ser necessárias para se alcançar, por completo, um objetivo. Elas devem ser sempre quantificadas." Seguem alguns passos importantes para você elaborar ou aprimorar o seu plano de ação:

 

1.Tenha objetivos claros - o primeiro passo para conquistar as metas é saber defini-las corretamente. Quais são as metas e porque deseja alcançá-las. Não há nada mais frustrante do que buscar alcançar uma meta e perceber que a mesma pouco ou nada acrescentou a nossa vida.

2. Conheça a si mesmo - além de saber exatamente o que procura, é preciso que você tenha em mente as suas forças e limitações. Relacione as suas principais habilidades (o que sabe fazer) e competências (grau de acerto para executá-las), objetivando ter uma clara noção das principais dificuldades que poderá enfrentar.

Outro aspecto relevante é a sua disponibilidade financeira. Quase todas as metas envolvem recursos financeiros, materiais e de tempo.

3. Reavalie as metas periodicamente -  um bom planejamento é aquele que possui flexibilidade. Para tal, é necessário que você esteja constantemente acompanhando e avaliando as suas metas pessoais e profissionais.

Ouça a opinião de pessoas com as quais trabalha, amigos e familiares. Humildade e feedback (retorno), são essenciais para o aperfeiçoamento das metas.

4. Tenha metas audaciosas e que sejam passíveis de realização – elas devem combinar duas coisas fundamentais – serem desafiadoras para estimular a motivação e também exequíveis, para não gerar frustrações.

5. Invista na comunicação interpessoal: conheça o seu estilo de comunicar-se e também o de outras pessoas, procurando sempre expressar-se de maneira clara e objetiva. Seja um excelente ouvinte. Não é por acaso que temos dois ouvidos e apenas uma boca.

6. Aprimore os seus conhecimentos – invista na sua capacidade de aprender em equipe e também individualmente. Com a chegada da internet, as informações estão disponíveis em suas mãos, bastando para tal estudar, estudar e estudar!

7. Motivação e criatividade – um bom plano não garante a sua execução. É preciso ter uma grande capacidade de disciplina e foco para não desviar dos objetivos. A criatividade é a diferença que faz a diferença.

Não se engane, achando que a facilidade para escrever um plano de metas e a mesma para colocar as ações em prática. Seja persistente e flexível, alterando as ações que forem necessárias.

CONTINUE LENDO

Brumado: Dr. Thiago Torres fala sobre o Novembro Azul

Brumado: Dr. Thiago Torres fala sobre o Novembro Azul Foto: Brumado Agora

Novembro Azul é o nome dado no Brasil a um movimento internacional criado para a conscientização a respeito do câncer da próstata e outras doenças que afetam os homens. Assim como acontece no caso do Outubro Rosa (em que edifícios ficam iluminados com cor de rosa), durante o Novembro Azul, monumentos e edifícios relevantes são iluminados com a cor azul, como acontece com o Cristo Redentor e o Congresso Nacional. De todos os tipos de câncer, o de próstata é o sexto mais comum no mundo e aquele que mais afeta os homens. Sete novos casos da doença surgem a cada hora. O diagnóstico precoce é essencial para o tratamento. Com uma estimava anual de 69 mil novos casos, a chance de cura pode chegar a 90% quando descoberto ainda no início pelo médico urologista.  Os sintomas associados ao câncer de próstata só aparecem nos casos avançados, sendo que no início da doença não se percebe alterações ou sintomas. Por isso, a recomendação da Sociedade Brasileira de Urologia é que todos os homens que tenham mais de 50 anos façam a prevenção anual. Aqueles que são da raça negra ou que tenham história na família de câncer de próstata devem iniciar a prevenção aos 45 anos, devido ao risco maior de aparecimento da doença. A prevenção deve ser feita com o exame de toque em conjunto com o exame de sangue (PSA). Essa associação aumenta a chance de ser feito o diagnóstico. Além disso, o Novembro Azul também é um mês de conscientização do diabetes, afinal de contas, o dia 14 de Novembro é assinalado como o dia mundial do diabetes. Também existem outras iniciativas criadas para lembrar do combate aos problemas relacionados com a saúde masculina. Por exemplo, alguns homens aderem ao November (palavra em inglês que consiste na junção de moustache - “bigode” em inglês - e November  - “Novembro” em inglês), deixando crescer o bigode durante o mês de Novembro. Portanto, você, leitor do sexo masculino, tendo ou não um bigode, não deixe de fazer sua prevenção. Não tenha preconceito! Consulte um urologista.  *Estimativas para o câncer de próstata 2014 do Instituto Nacional do Câncer (Inca)


Artigo: A liderança empreendedora e os seus estilos

Artigo: A liderança empreendedora e os seus estilos

Existem diversos estilos e não é simples afirmar qual o melhor, uma vez que cada um deles é mais vantajoso em determinada situação: I) Líder facilitador – como o próprio nome indica, ele auxilia os seus seguidores a identificarem os seus valores, interesses, metas e objetivos. 2) Líder avaliador – informa aos colaboradores os critérios pelos quais eles serão julgados, diz como está seu desempenho e indica ações para o aperfeiçoamento. 3) Líder conselheiro – ajuda os membros da equipe a identificarem metas próprias, relacionadas à carreira, estimula e facilita o acesso aos recursos materiais e financeiros que irão proporcionar o desenvolvimento dos mesmos.

 

 4) Líder participativo – receptivo às sugestões dos colaboradores, ouve, analisa, premia, chama os seguidores para implementarem as ideias selecionadas.

 5) Líder autocrático – através deste estilo ele determina o que fazer e quem executará as tarefas, exigindo obediência dos demais.

 6) Líder democrático – nesse estilo, não apenas a pessoa do líder mas todo o grupo é considerado o centro das decisões. É o contrário do estilo anterior.

 Liderança Situacional

Esse conceito se baseia no princípio de que o estilo de liderança a ser utilizado depende mais da situação do que da personalidade do líder. Ele precisa ter jogo de cintura para utilizar o melhor estilo, conforme a situação, notadamente em momentos de crise e que demandam ações rápidas. Não há estilo que seja mais eficaz em todas as situações.

É importante estarmos conscientes  de que o sucesso em determinada situação não significa que conseguiremos ser sempre um líder de êxito. A eficácia de uma liderança depende da situação, do perfil e habilidades individuais e da equipe e do próprio líder. Líderes e colaboradores dependem um do outro. O futebol ilustra bem esta situação. Às vezes um técnico bem sucedido em determinado time pode não ser em outro. Um jogador bem sucedido em seu time pode não ser na Seleção Brasileira.

CONTINUE LENDO

Varejo: atender bem é simples mas não é fácil

Varejo: atender bem é simples mas não é fácil

Na semana passada o Jornal Nacional exibiu uma reportagem, informando que o Brasil está em penúltimo lugar em pesquisa sobre simpatia dos vendedores. Nos últimos dias eu tenho andado pelo comércio de Brumado, Vitória da Conquista, Ipiaú, Gandu, entre outras cidades. Tenho percebido que o humor dos vendedores está sendo impactado pela atual situação econômica. Porém, esse não é o único motivo; poucos são os empresários e profissionais que atuam no comércio varejista que buscam investir em treinamento diário, buscando inovar e conhecer em detalhes os produtos e serviços que comercializam.

 

Para auxiliar você e os seus colegas de trabalho, selecionei algumas ideias para melhorar o atendimento ao cliente e as vendas. Sugiro que você leia com atenção e debata com a sua Equipe:

TÉCNICAS DE ATENDIMENTO - ATENDER BEM É SIMPLES, MAS NÃO É FACIL

O QUE VOCÊ DEVE FAZER

A boa vontade e o real interesse em servir ao próximo são capazes de fazer você superar eventuais deficiências técnicas. Ao desenvolver esses novos conhecimentos, você alcançará a excelência no atendimento ao cliente.

√ Seja cordial - você deve atender bem a qualquer cliente. Para  isso, necessita superar eventuais preconceitos ou uma  má impressão inicial que o cliente cause. O tratamento "senhor" e "senhora" deve ser dispensado mesmo a jovens, a  não ser que o cliente autorize explicitamente o “você". Caso ele demonstre que gosta de ser chamado de “doutor”,  passe a fazê-lo e de forma natural. Não generalize o tratamento de “doutor”, pois soa falso e a maioria não gosta deste tratamento.

√ Atenda de imediato - não   deixe o cliente esperando, principalmente se o serviço   que estiver  fazendo não tiver relação com o assunto que o   cliente  veio tratar. Para quem espera, um  minuto  parece  muito tempo. No entanto, depois de ter sido inicialmente  atendido  (mesmo que   só com a frase " favor aguardar um instante que,  eu o  atenderei"), o cliente tenderá a uma maior  paciência. Este é um dos maiores problemas no atendimento: falta de atenção e conversas paralelas entre funcionários, sobre assuntos irrelevantes para o consumidor. Atitudes como essas desqualificam a importância e a presença do cliente.

√ Atue com rapidez – a maioria das pessoas vive cheia de atividades e pressionada pelo tempo.  Não  podemos esquecer, entretanto, que rapidez não é sinônimo de descaso ou irritação. Por outro lado, há cliente que deseja mais atenção e menos pressa. Cada caso é um caso. Estude os vários perfis de consumidores.

√ Forneça orientações seguras e verdadeiras – a sua reputação e a da empresa estão interligadas. Construir uma marca leva tempo e para destruí-la basta um segundo. O cliente está cada vez mais bem informado e a mentira “tem pernas curtas”, sendo rapidamente desmascarada. Forneça  todas as orientações necessárias, evitando detalhes que são irrelevantes. Descubra quais detalhes são mais importantes para o cliente.

√ Evite termos técnicos - uma situação assim causa incompreensão ou constrangimento. O ideal  é  usar   expressões  simples e em voz modulada e clara. É importante ser  paciente; as pessoas não são culpadas por não terem compreendido a mensagem. Se você tiver que usar termos técnicos, explique o que eles significam. Por outro lado, se você estiver diante de um cliente que conhece o assunto, procure nivelar a comunicação e perceber se a mesma está sendo bem compreendida. A experiência lhe dará conhecimento para comunicar de forma diferenciada e adequada aos vários perfis de consumidores.

 √ Não dê ordens - ninguém gosta de ouvir ordens, especialmente o cliente. Use um tom de voz adequado, suave e que transmita desejo de interagir com o cliente. As palavras podem agradar ou ferir as pessoas. Pense muito antes de responder às perguntas dos clientes e como vai pronunciar as palavras. Um NÃO e um SIM podem ser ditos de várias maneiras.

√  Assuma os erros e equívocos - nas informações  prestadas  a  verdade é fundamental. Mesmo não sendo agradável, é melhor  assumir  uma  falha  eventual do que dar ao cliente a impressão de que  está escondendo informações ou eventuais problemas.

√ Busque soluções criativas -  esse é o seu diferencial. Fique atento às sugestões e críticas dos consumidores. Faça anotações e troque ideias com o Gestor, Supervisor e Colegas.

O QUE VOCÊ DEVE EVITAR

√ Má comunicação – esse é um dos maiores problemas no atendimento ao cliente e no momento das vendas. Utilize uma linguagem verbal e corporal adequada a cada perfil de cliente. Fale com entusiasmo – quando a situação exigir – e principalmente, saiba ouvir. Pense com a cabeça do cliente e imagine as suas dúvidas.

√ Timidez e medo de expressar opiniões – há vendedores e clientes que são tímidos. Se esse for o seu caso, vá aos poucos treinando as várias abordagens de atendimento e de vendas. Sempre que possível, olhe nos olhos do cliente. Se o mesmo evitar o olhar, você deve direcionar o seu olhar para um ponto neutro. Quando estiver convicto das suas opiniões, não tenha receio de expressá-las. Conheça em profundidade os produtos e serviços da sua empresa.

√ Semblante fechado e mau humor – se tem algo que afasta as pessoas, é o mau humor e a grosseria. Treine o seu sorriso para que ele seja espontâneo e verdadeiro. Profissional de vendas que não sabe sorrir não vende. Para que isso ocorra é necessário gostar de pessoas e sentir prazer em atendê-las.

√ Falta de atenção – esteja sempre atento ao que está ocorrendo em sua loja, supermercado e mercearia, a exemplo da movimentação dos clientes, o relacionamento com os demais colegas de trabalho e a exposição dos produtos. Esteja  pronto para sinalizar ao cliente, quando for o caso, que você o viu que que irá atendê-lo, caso esteja se relacionando com outra pessoa.

√ Falta de motivação –  ser automotivado é fundamental em todos os aspectos da nossa vida. Em atendimento e vendas, ele é imprescindível. A motivação é contagiante e a falta dela, também. Transmita energia positiva ao cliente e transforme as características dos produtos em benefícios e facilidades para a vida pessoal e profissional do seu cliente, quando for o caso. Vejamos alguns exemplos: quando o cliente deseja comprar uma roupa ou sapato, o mesmo tem o propósito de estar na moda, bem vestido e ser aceito pelo seu grupo social. Caso sejam alimentos e bebidas, o consumidor deseja momentos de prazer, saúde e celebração entre familiares e amigos. 

Sugiro que você adquira o MANUAL DE ATENDIMENTO, VENDAS, NEGOCIAÇÃO E COMUNICAÇÃO, que elaborei para os profissionais do comércio varejista.

CONTINUE LENDO

A importância do marketing pessoal

A importância do marketing pessoal

No próximo dia 29 de agosto, no CTB, em Brumado, realizarei o curso Falando em público com Sucesso. Entre os vários temas, selecionei para você algumas dicas sobre a importância do marketing pessoal. Confira: Talvez você nunca tenha parado para pensar, mas temos algumas semelhanças com os produtos e serviços que consumimos no dia a dia: Temos um nome, uma embalagem, atendemos necessidades, somos encontrados em um determinado local, cobramos pelos serviços e fazemos propaganda, divulgando as nossas habilidades e competências profissionais.

Semelhante aos produtos e serviços que encontramos nos supermercados, também somos escolhidos pelos nossos clientes pessoas físicas e jurídicas. Com o passar do tempo, corremos o risco de desaparecer do mercado em função da concorrência de outros produtos e serviços mais modernos, eficazes e que satisfazem melhor as necessidades e desejos dos consumidores.

Na sua vida profissional, procure agregar valor às suas habilidades e competências, se diferenciando dos demais concorrentes. Abaixo relacionamos algumas habilidades que podem fazer com que a sua marca profissional seja constantemente valorizada pelo mercado de trabalho:

√ Realize as suas atividades com qualidade e com sentimento de perfeição;

√ Saiba encantar os seus clientes;

√ Seja um vendedor multimídia (presencial, telefone, internet);

√ Diversifique as suas habilidades e saiba utilizar os meios de comunicação;

√ Desenvolva uma visão criativa e a motivação;

√ Saiba comunicar verbalmente e por escrito;

√ Relacione com pessoas e construa a sua rede de contatos.

Vivemos num mundo extremamente competitivo! Comece agora mesmo a visualizar-se de modo diferente. Você é um simples funcionário da sua empresa ou é membro de uma equipe?  Você faz falta na sua empresa? As pessoas gostam do seu trabalho? O que você fará, caso a sua função seja incorporada pelas novas tecnologias?

 O que é marketing pessoal?

Conceituamos como marketing pessoal “ o conjunto de habilidades e competências relacionadas à sua inteligência e às habilidades manuais - cantar, dançar, vender, comunicar, transmitir conhecimentos, destinadas a suprir necessidades e desejos das pessoas.

 Para ficar mais fácil compreender o que é marketing pessoal, analisemos o caso do professor, pianista, vendedor, advogado, cantor, ator, médico, cientista, entre outros. Esses profissionais possuem conhecimentos e os transformam em habilidades e competências que satisfaçam as necessidades dos seus clientes.

Marketing pessoal também é propaganda, é saber promover a própria imagem. Porém, não basta apenas saber divulgar a sua imagem pessoal. É preciso ser competente, ético e corresponder às expectativas dos clientes.

Desenvolva habilidades de comunicação e de marketing pessoal. Inscreva-se no curso FALANDO EM PÚBLICO COM SUCESSO. Centenas de pessoas já participaram e mudaram para melhor as suas vidas. Os inscritos até 14 de agosto ganharão o E-book, em arquivo PDF, de livro homônimo e apostilas sobre motivação, criatividade, liderança e vendas.Vagas limitadas

CONTINUE LENDO

As lições de Steve Jobs sobre atendimento e vendas de excelência

As lições de Steve Jobs sobre atendimento e vendas de excelência Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Vender sempre foi e será uma das mais importantes habilidades profissionais que devemos ter. É uma das mais antigas e difíceis profissões. Os grandes vendedores são, antes de tudo, profundos conhecedores dos seus produtos e serviços, bem como dos desejos e necessidades dos seus clientes. Steve Jobs foi um grande líder, que tinha verdadeira paixão pelo que fazia. Segundo as suas próprias palavras, a sua empresa, Apple, existe “para tornar melhor a vida dos seus clientes.”

 

Vender sempre foi e será uma das mais importantes habilidades profissionais que devemos ter. É uma das mais antigas e difíceis profissões.

Os grandes vendedores são, antes de tudo, profundos conhecedores dos seus produtos e serviços, bem como dos desejos e necessidades dos seus clientes.

Steve Jobs foi um grande líder, que tinha verdadeira paixão pelo que fazia. Segundo as suas próprias palavras, a sua empresa, Apple, existe “para tornar melhor a vida dos seus clientes.”

Creio que Steve Jobs se tornou um grande vendedor por amar o que fazia e também por ser um comunicador eficaz. Revendo algumas das suas maravilhosas apresentações, pude constatar frases criativas, simples e direta:

iPod: 1.000 músicas no seu bolso.

MacBook Air: O notebook mais fino do mundo.

iPhone: A Apple reinventa o telefone celular.

iPad: Um aparelho mágico e revolucionário.

Além da excepcional capacidade de vender a sua imagem como executivo, ele sabia como poucos entender os desejos e necessidades dos consumidores. Nesta frase “as pessoas não sabem o que querem, até mostrarmos a ela”, fica evidente que o futuro estava para ser inventado e reinventado a cada dia. Nem sempre o cliente sabe exatamente o que deseja. A Apple ajudou a construir o futuro como nós o conhecemos.

No que se refere ao atendimento de excelência, Steve Jobs e a sua Equipe criaram a Apple Store, que tem em suas normas e padrões, o respeito e a atenção aos clientes. Não basta ter produtos de qualidade. É preciso ter um atendimento de classe superior.  Hoje são mais de 30.000 profissionais atuando em suas dezenas de lojas pelo Mundo, onde fazem valer o legado de Steve Jobs.

Para finalizar, seguem algumas frases desse grande visionário, homem de negócios como poucos e exímio comunicador: 

"Você pode encarar um erro como uma besteira a ser esquecida, ou como um resultado que aponta uma nova direção".

“Ser o mais rico do cemitério não é o que mais importa para mim… Ir para a cama à noite e pensar que foi feito alguma coisa grande. Isso é o que mais importa para mim.”

“Para  ter sucesso é necessário amar de verdade o que se faz. Caso contrário, levando em conta apenas o lado racional, você simplesmente desiste. É o que acontece com a maioria das pessoas.”

CONTINUE LENDO

Artigo: Vender é saber emocionar a si próprio e aos clientes

Artigo: Vender é saber emocionar a si próprio e aos clientes Foto: Reprodução

Por Carlos Prates
 

De forma direta e indireta, a emoção está presente a todo instante no processo de compra e venda. Para que você e a sua Equipe possam ser bem sucedidos no atendimento e nas vendas, é necessário construir e manter uma atmosfera de emoções, envolvendo a exposição dos produtos, beleza e praticidade da loja, qualidade dos produtos e serviços, entre outros aspectos. Porém, o mais relevante é proporcionar experiências agradáveis ao perfil de cada cliente. Fazer com que ele perceba que vale a pena comprar na sua empresa e não na concorrência. Estas experiências gratificantes para o cliente são resultantes de produtos e serviços que ele deseja, além de facilidades para comprar, pagar e a interação com os profissionais da loja.

 

Grande parte da nossa sociedade global está cada vez mais hedonista, ou seja, tem como um dos principais valores e desejos a busca incessante do prazer, como propósito de vida. Em função dessa profunda mudança no comportamento dos consumidores, o varejo está investindo cada vez mais em emoções no PDF – Ponto de Venda.

Atuando como lojista, gerente, vendedor, caixa, estoquista ou vitrinista, você terá mais condições de proporcionar momentos de grande emoção ao seu cliente se for um apaixonado pela profissão e também pelos produtos e serviços que vende. Caso contrário, você certamente entrará para o rol dos vendedores que apenas sabem “tirar pedidos”,  quando o cliente efetivamente compra.

Nos cursos, palestras e seminários que realizo para os profissionais do varejo, quase sempre eu ouço relatos semelhantes a estes: “Estou apenas passando uma chuva”; “Detesto essa empresa e o gerente / proprietário da loja”; “Não gosto de vender. Quero ser cantor, jogador de futebol ou artista”.

A questão fundamental e que você deve analisar é o que poderá aprender no varejo, atendendo, vendendo e comunicando, para que estas experiências auxiliem na conquista das suas metas pessoais e profissionais. Não adianta ficar somente reclamando da atual profissão e não fazer nada para mudar!

Use a sua emoção para alcançar a excelência no atendimento aos seus clientes. Dessa maneira você terá mais chances para ser bem sucedido nas vendas. Saiba que apenas as técnicas de vendas não serão capazes de fazer de você um excelente profissional.

A emoção do vendedor, dos produtos e serviços, em sinergia com uma comunicação eficaz e entusiasmada com os clientes são os fatores mais importantes para concretizar as vendas.

Acesse o site www.youtube.com.br e assista aos vídeos sobre Steve Jobs, Sílvio Santos, David Portes (O Camelô do Rio de Janeiro), Luiza Helena Trajano (Presidente do Magazine Luiza), Nizan Guanaes (publicitário baiano), entre outros. Você perceberá que os mesmos são vendedores de emoções e apaixonados por pessoas e veem o mundo do comércio através das ideias e pensamentos dos seus clientes. São apaixonados pelo que realizam!

 Eleja a emoção como fator primordial em sua vida e faça as suas atividades cotidianas com sentimento de perfeição. Busque emocionar a si e aos clientes, pois a venda ocorre “de coração para coração”, fechando o ciclo entre quem fabricou, vendeu e consumiu os produtos e serviços.

Como sabiamente afirmaram Roberto e Erasmo Carlos “Quando eu estou aqui, eu vivo esses momentos lindos… Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”

CONTINUE LENDO